Dois pesos, várias medidas e muita picardia. Até quando assistiremos pacificamente toda essa “armação”?

Nos acostumamos a ver organizações de todos os gêneros ocuparem a mídia para protestar contra agressões diversas, seja de opressão a minorias até pequenos desastres ambientais.

O mundo grita e dá ressonância a regimes autoritários, totalitários, atentados ou desastres ambientais. Exigem apuração e punição imediatas. Atacam e culpam autoridades e governos, antes mesmo, da conclusão das investigações.

Com a contaminação das praias nordestinas pelo óleo venezuelano, estamos vivendo um momento completamente diferente na visão e atuação dessas organizações.

Nenhuma voz ocupou tribunas, oprimidos não fizeram discursos inflamados, ecologistas não estão sendo convocados para falar na grande mídia sobre as consequências e origem dessa enorme tragédia ambiental.

Assistimos atônitos ONGs, que deveriam zelar pela preservação, promoverem protestos e emporcalhamento de edifícios e sedes de órgãos públicos, devidamente amparadas pela cobertura da imprensa, que antes mesmo dos atentados, já se encontrava posicionada, com equipamentos ligados à espera dos vândalos e sem o mínimo de preocupação em alertar as autoridades.

É certo que o objetivo de tais ações visa desviar a atenção do público para a investigação séria, competente e sem viés ideológico realizada pela Marinha do Brasil, já que não conseguiram culpar o governo pela lambança.

Parabéns aos investigadores pela atitude, cuidadosa e serena, de não acusar e nem divulgar culpados antes de quaisquer conclusões. Veja o vídeo e tirem suas próprias conclusões. ?

One thought to “Dois pesos, várias medidas e muita picardia. Até quando assistiremos pacificamente toda essa “armação”?”

  1. O notório jornalista Neymar Fernandes é um profissional de primeira linha. Acompanho sua nobre carreira desde da década de 1980. Tudo que ele escreve e/ou fala tem embasamento de pesquisa, fonte, inteligência, e percebe as entrelinhas. Isso é para poucos. Sou fã e acompanho. Bravo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *