Skip to main content
 -
Evaristo Magalhães é Doutor em Psicanálise pela UFMG, Psicanalista Clínico e possui dois livros publicados: Crônicas para amar e A vida dói?

QUAL O MAIOR GOZO DO MUNDO?

 

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento por vídeo chamada pelo WhatsApp: 31 996171882

Somos compulsivos por pessoas. Aprendemos que ter alguém é a nossa única salvação. Doce ilusão!

O outro não tem o que procuramos. Ninguém tem. Não podemos procurar porque nos falta. Amar assim não é amor, é abuso.

Amor não rima com carência. Não devemos usar o amor como antídoto de nossas desavenças pessoais. Não devemos procurar por ansiedade. É certo que continuaremos ansiosos mesmo quando encontrarmos.

Não é amor quando buscamos sair por fora do que nos fere por dentro.

Não tem nome isso que é nosso e que queremos que os outros amorteçam por nós. Temos que carregar isso conosco – e sem saber de que se trata.

Nem tudo que dói tem tratamento.

Nada que diz respeito à nossa existência deveria nos doer. Temos que dar conta disso – e sem tomar quem quer que seja como nosso curandeiro.

Não há ninguém para essa dor. Não há conceito, remédio, coisa ou pessoa que possa nos eximir dela.

Esse é o nosso verdadeiro eu: dar conta de aceitar, gostar e carregar isso que é só nosso e que não sabemos de que se trata. Dar conta de tomar esse vazio e de conviver com ele. Dar conta de levá-lo pela vida toda com serenidade e leveza.

Gozamos com o outro? Sim. No entanto, nada se compara ao gozo de quando damos conta de amar isso que somos e que nada e nem ninguém pode fazer qualquer coisa por nós.

Instagram:@evaristo_psicanalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *