Skip to main content
 -
Evaristo Magalhães é Doutor em Psicanálise pela UFMG, Psicanalista Clínico e possui dois livros publicados: Crônicas para amar e A vida dói?

SOBRE A BUNDA …

 

Evaristo Magalhães – Psicanalista
Atendimento online: WhatsApp 31 996171882

Em uma eleição – seguramente – a bunda teria todas as qualidades para ser eleita a parte mais bonita do corpo.

A bunda ostenta e projeta. É circular, arrojada, firme e simétrica. A bunda pode ser vista de diferentes ângulos. É bonita de frente, de lado, de cima, de baixo, deitada, de pé, de cócoras e de quatro.

A bunda tem formas e curvas. É lisa, macia e fofa.

A bunda abre e fecha, equilibra, empina, dança, rebola, requebra, treme, sobe, desce, agacha e levanta.
A bunda se joga. A bunda desafia a gravidade. A bunda exala erotismo.

É uma delícia deslizar a mão sobre uma bunda. É uma delicia ver uma bunda arrepiar, tremer e latejar. É bom demais cheirar, beijar, lamber, apertar e morder uma bunda.

É muito bom abrir uma bunda. É delicioso cair de boca em uma bunda.

Você já reparou os póros de uma bunda? Você já viu uma bunda peluda? Você já fez uma bunda de almofada? Você já deitou sobre uma bunda?

A bunda é forte e resistente. A bunda tem gosto próprio. Toda cor de bunda é bonita.

A bunda guarda o melhor da penetração.

Quase não vemos nossa bunda. Por isso, nunca entregamos a bunda para qualquer um. Difícil saber o que as pessoas pensam da nossa bunda.

A bunda é a parte mais gratuita do nosso corpo. Ninguém dá a bunda pela metade. Só damos a bunda toda.

Pobre de quem nunca deu a bunda! Viva a beleza e o desprendimento da bunda! Viva a bondade da bunda. Viva a bunda!

Instagram:@evaristo_psicanalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *