Skip to main content
 -
Evaristo Magalhães é Doutor em Psicanálise pela UFMG, Psicanalista Clínico e possui dois livros publicados: Crônicas para amar e A vida dói?

Os capitalistas pensam que somos idiotas …

Marx dizia que o capitalismo cava o seu próprio sepulcro porque não existe nada mais óbvio que suas contradições.

Como é possível a ostentação de uma zona sul qualquer não gerar revolta naqueles que passam por ela todos os dias a caminho de suas favelas?

Como é possível a um caixa trabalhar feliz sabendo dos lucros milionários de seus patrões banqueiros?

Como é possível a um aluno da periferia não se revoltar com as melhores vagas das universidades públicas sendo ocupadas apenas por alunos de escolas privadas?

É óbvio que os funcionários de uma multinacional sabem que são eles que financiam a mansão, os carrões e as viagens de seus patrões.

Um peão não pode achar normal que seu salário nunca dê para comprar o carro que ele mesmo ajudou a produzir.

Nenhuma doméstica pode ser feliz vendo que nunca poderá servir à sua própria família o que ela serve à família da patroa.

Como o segurança de um shopping pode não se indignar de não poder usufruir do lugar que ele mesmo protege?

Ninguém é feliz podendo perder seu emprego à qualquer momento.

O capital pode colocar a polícia na rua. Pode criar seitas para ludibriar a pobreza com a felicidade celeste. Pode produzir novelas com empregados alegres à serviço de seus patrões. No entanto, nenhuma força, doutrina ou ideologia é mais forte que a realidade que se vê, vive e sofre.

Podemos reagir falando ou atuando. Na eminência de não poder dizer, atuamos de forma organizada ou marginal. O recado nunca deixou de ser dado. Uma hora ele ganha corpo e vira revolução.

Evaristo Magalhães – Psicanalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *