Skip to main content
 -
Dani Costa é jornalista por profissão e mãe de pets por amor. Sempre antenada para trazer notícias quentinhas sobre a bicharada. Ativista contra os maus-tratos a animais domésticos, silvestres e exóticos.

Heróis do Arrudas: voluntários se dedicam a salvar animais presos no ribeirão

Munido de rede, cambão, caixa de contenção e equipamentos de rapel, grupo já resgatou 80 animais do Arrudas. Foto: reprodução/Facebook

Mal o telefone toca e o marceneiro Milton de Freitas Carvalho Junior, 43 anos,  logo se prepara para mais uma missão. Munido de redes, cambão, caixas de contenção e equipamentos de rapel, vai ao encontro de outros voluntários do grupo Resgate Animal Rio Arrudas, em Belo Horizonte, para tentar salvar mais uma vida. Ao todo, cerca de 80 cães e  quatro gatos já foram socorridos pela equipe, desde a sua criação, em 2012.

Os pedidos de ajuda surgem de todos os lados, mais constantemente das redes sociais, e sinalizam que algum animal está preso entre os muros de contenção do ribeirão. O curso de água que nasce no município de Contagem, segue para a capital mineira e deságua no rio das Velhas, no município de Sabará.

Atuante em defesa dos animais, Miltinho decidiu ajudar quando percebeu que o número de cães presos no Arrudas era crescente. Foto: reprodução/Facebook

Jogados propositalmente ou perdidos em suas galerias, os bichos, em sua maioria cães, chegam exaustos e muitos não sobrevivem. Além da queda, a insalubridade do Arrudas, que recebe quase toda a parte do esgoto produzido em Contagem e Belo Horizonte, pode ser fatal. Outro risco são as enchentes que ocorrem em função do concretamento do seu leito e impermeabilização do solo das cidades.

Sempre atuante em defesa dos animais, Miltinho, como é conhecido, decidiu ajudar quando percebeu que o número de cães presos no local era crescente e que, nem sempre, as autoridades competentes estavam dispostas a socorrê-los. “Comecei a ver que algumas pessoas tentavam, por conta própria, fazer estes resgates. Mas a maioria sem muita estrutura, por falta de equipamentos adequados”, diz. Eles mesmos, confessa, no início não conseguiam auxiliar a todos. “De dez pedidos de socorro, conseguíamos pegar dois animais. Com a estrutura que temos hoje resgatamos praticamente todos”, comemora. Enquanto nos dava esta entrevista, Miltinho se preparava para mais uma busca. Mesmo tendo 20 cães em casa para cuidar e todo o trabalho de marcenaria a fazer, sempre arruma um tempinho para ajudar.

Jogados propositalmente ou perdidos em suas galerias, os bichos, em sua maioria cães, chegam exaustos e muitos não sobrevivem. Foto: reprodução/Facebook

O trabalho voluntário não é cobrado, mas necessita de recursos financeiros para ser realizado. Afinal, é preciso dar assistência veterinária aos animais socorridos e buscar lar temporário (gratuito ou pago), além de adoção. “Atualmente oito destes animais são mantidos por nós e aguardam um lar definitivo”. O grupo sobrevive com recursos próprios dos integrantes e através de doações feitas por simpatizantes da causa. Para ajudar, basta adicioná-los em suas redes sociais.

Faça parte desta rede do bem

Resgate Animal Rio Arrudas

3 thoughts to “Heróis do Arrudas: voluntários se dedicam a salvar animais presos no ribeirão”

    1. Tenho orgulho de fazer parte da diretoria desse grupo de resgate. A dedicação das pessoas que se juntam para socorrer os animais é própria de quem consegue se sensibilizar com uma situação deplorável pela qual eles estão passando. São simplesmente descartados como se fossem lixo. É exatamente nesse momento que entra o Grupo Arrudas. São todos voluntários que se juntam nessa missão de salvá-lo. NÃO EXISTE VÍNCULO HOVERNAMENTAL É NEM VETBA PUBLICA QUE PARA CUSTEAR A REALIZAÇÃO DESSE TRABALHO. O GRUPO SOBREVIVE DE DOAÇÕES.
      Tudo isso envolve amor, dedicação, risco e desgaste emocional.
      Precisamos de doadores. Você pode vir conosco nessa missão.
      Os bichinhos agradecem ❤

  1. Vocês são anjos que vieram a essa terra para fazer a diferença na vida desses seres tão inocentes e indefesos.
    muito orgulho de vocês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *