Skip to main content
 -
Dani Costa é jornalista por profissão e mãe de pets por amor. Sempre antenada para trazer notícias quentinhas sobre a bicharada. Ativista contra os maus-tratos a animais domésticos, silvestres e exóticos.

Papagaio volta para zoológico sozinho, mesmo após ter sido roubado e picado por cobra

Quando bem cuidados, os papagaios-verdadeiros chegam a viver 80 anos. Foto: reprodução/internet

A vida do papagaio-verdadeiro, de nome Freddy Krueger, não tá nada fácil. No último dia 16, o zoológico onde ele vive, na cidade de Cascavel, no oeste paranaense, foi roubado mais uma vez. Desta vez, foram levados dois papagaios e um botijão de gás. O mais surpreendente é que mesmo ainda estando se recuperando de uma mordida de cobra, a ave resistiu e ainda conseguiu voltar para “casa”.

Com o bico deformado e um olho cego em consequência de um tiro – Fred havia sido resgatado de traficantes em uma boca de fumo – o animal foi encontrado dois dias depois da invasão, próximo à jaula onde vive, na área ambulatorial. Com o temperamento não muito dócil, é mantido afastado dos demais bichos. No local foram encontradas  gotas de sangue, provavelmente de bicadas dadas nos bandidos. Outra suposição é que ele tenha sido descartado por não ter uma aparência muito bonita. Segundo os responsáveis pelo espaço, a segurança do zoológico será reforçada para que, tanto Freddy quanto os outros 340 animais abrigados, fiquem em segurança.

O papagaio Freddy Krueger, em sua jaula, no zoológico da cidade de Cascavel. Foto: arquivo pessoal/zoológico

SAIBA MAIS SOBRE O PAPAGAIO-VERDADEIRO

A ave que possui o nome científico de Amazona aestiva, pertence à família Psittacidae . No Brasil é popularmente chamada de acamatanga, baiano, acumatanga, ageru, ajuruetê, juru etê, ajurujurá, camatanga, curau, papagaio-comum, papagaio-grego, papagaio-curau, papagaio-de-fronte-azul, trombeteiro, papagaio-boiadeiro e louro.

O papagaio-verdadeiro é uma espécie de ave muito inteligente e altamente sociável, o que acaba incentivando o crime ambiental de contrabando de animais silvestres. Na natureza alimenta-se de castanhas, frutas silvestres e sementes, principalmente de leguminosas. Em cativeiro são oferecidos uma variedade de alimentos frescos. Seu cardápio inclui feijão, lentilha, ervilha e grão-de-bico cozidos e milho verde macio. Quando bem cuidado, chega a viver até 80 anos. Em cativeiro, a média de vida é de 15 anos.

Para ter um animal silvestre em casa, é preciso ter autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama).

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *