Justiça revoga liminar e bagagens despachadas poderão ser cobradas

Publicado em blogueiros

A liminar que suspendia a cobrança das bagagens despachadas foi cassada na sexta-feira, 28/4, em decisão da Justiça Federal do Ceará. Com isso, as companhias aéreas já estão autorizadas a vender passagens sem a franquia mínima de bagagem.

A partir de agora os contratos de venda de passagem e de bagagem poderão ser reparados, ou seja, as empresas poderão vender bilhetes sem franquia de bagagem. Cada passageiro continuará tendo direito a carregar no mínimo dez quilos na bagagem de mão.

Infelizmente, esta decisão comprova o desrespeito em relação aos direitos dos passageiros. As empresas aéreas com rapidez e determinação vão estipular os valores das bagagens. Entretanto, “esquecem” de informar aos passageiros o descontos que vão fornecer àqueles que viajarem sem suas malas. Novos lucros para as empresas aéreas e prejuízos aos consumidores. Lamentável!!! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*