Sexta feira com chuva e o trânsito…

Publicado em Sem categoria

Sexta feira com chuva e o caos toma conta da capital. Curioso é constatar que não se vê um único agente interferindo no trânsito. A cidade segue a deriva de sinais, esperando por um plano de contingências que possa dar um mínimo de esperança para a população, enquanto as obras que ela precisa e espera há 40 anos, aconteçam.

Bastou uma chuva ou um simples acidente no anel Rodoviário para o ato de deslocar virar um martírio. Se uma ou outra coisa acontecer na sexta feira, ainda pior. Algumas regiões da cidade estão impraticaveis. Vencer quarteirões curtos em pontos nevrálgicos da capital, os conhecidos gargalos que somam mais de 800, sendo 150 deles urgentes, é uma peleja, exigindo paciência e muita coragem.

Enquanto isso o prefeito segue cego, surdo e mudo em relação a mobilidade, acreditando no mesmo grupo que ocupa a BHTRANS há 25 anos, e que só tem a dizer para a população o que eles pensam ser o certo: BRT E CICLOVIA. UM VERDADEIRO DEBOCHE com o povo. Fosse a população um pouco menos acomodada, essa balbúrdia não estaria assim. A cidade está parada e o culpado é o cidadão, não o gestor da mobilidade que assiste de camarote a política do quanto pior melhor, ganhar corpo. Se não é maldade, é pirraça.

Por hora o que temos são radialistas repetindo a mesma ladainha e nos dizendo o que já sabemos, onde o trânsito está travado. Sempre nos mesmos lugares, com intervalos cada vez menores. Para os xiitas da mobilidade, a turma do “deixa disso” que defendem BRT, ciclovia e dizem que obras não resolvem, eu pergunto, o que resolve essa loucura que virou a I-mobilidade urbana em BH? NAo vale exorcizar o carro e citar exemplos europeus. Carro é um direito do cidadão, e a Europa fica do outro lado do planeta.

José Aparecido Ribeiro
Jornalista e Consultor em Assuntos Urbanos
DRT MG 17.076
Blogueiro no portal uai.com.br
31-99953-7945 – jaribeirobh@gmail.com

2 comentários para “Sexta feira com chuva e o trânsito…

  1. Saudades deste blog, deste cantinho, destinado à nossa cidade, onde seus nobres artigos, José Aparecido, abre portas à reflexões, discussões , sobre as diversas situações de caos que presenciamos e vivenciamos e que pedem soluções urgentes. E não há dúvida, para que mudanças ocorram, precisamos ser enérgicos, demonstrar o nosso descontentamento como cidadão, mostrar a força que temos, e não mais aceitar passivamente , sermos tratados como IGNORANTES.
    Mais uma vez, PARABÉNS por despertar em seus leitores o desejo de exercer a cidadania!
    Para encerrar…Fico pensando, se os adeptos da bikes para o transporte, utilizam se das mesmas nestes dias de chuva, a resposta sendo positiva, sentem se confortáveis e seguros?
    Difícil dizer se o deslocamento de bike se torna mais inviável em dias quentes, ensolarados ou em dias de chuva…

  2. Aqui, quem votou no Alexandre Kalil? Torcedor do Atlético e alguns idiotas torcedores do Cruzeiro. Uns por fanatismo futebolístico. Outros por desejarem ferrar a cidade mesmo. O sujeito é um bocaberta, um babaquara de marca maior. Quem, na verdade, é prefeito da cidade é o Paulo Lamac. O Alexandre Kalil é só um fantoche político. A única preocupação do poste, é viabilizar a construção do tal “estádio” pra complicar um pouquinho mais a vida dos belo-horizontinos. Mas quem se importa? A cidade está em pleno abandono. E não vai melhorar. É disso para o fim. Melhor trocar a capital para Contagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*