Feriado de 5 dias para o funcionalismo, só no Brasil!

Publicado em Sem categoria

Para a maioria dos brasileiros que trabalham, ganham pouco, são empregados, e mesmo os empregadores que carregam esse país nas costas, sem muitos direitos, mas um monte de deveres, entre outros o de recolher 38% de tudo que produzem para os cofres públicos, sob a pesada, preguiçosa e burra burocracia, o feriado é somente na quinta feira.

Quarta, sexta, sábado e para alguns, até domingo são dias de bater ponto e produzir. Mas se você pertence à casta de funcionários públicos privilegiados, bancados pelo nosso dinheiro e comandados por chefes bonzinhos como a Ministra Carmem Lúcia, o feriado começou hoje. Isso mesmo, quarta feira é dia de cruzar os braços.

Acredite, a digníssima ministra teve a coragem de usar a caneta para antecipar um feriado que cairia sábado, e grande parte do funcionalismo, por efeito cascata, terão 5 dias para gastar seu “suado” dinheirinho ou ficar de pernas para o ar, gozando de um “merecido” descanso até domingo, recebendo salário e aposentadoria.

Os voos para Miami, devo informar, infelizmente estão lotados, se a intenção era um passeio mais alongado até a terra do “Tio Sam”, trate de se contentar-se com a América do Sul ou alguma capital do Nordeste. Inacreditável é que ninguém se manifesta. Alguns pasmem, estão de recesso deste a ultima sexta feira próxima, passada.

Em país de imprensa comprometida com o povo e mais atenta, a capa dos jornais e editorais de hoje seriam dedicadas a essa aberração incoerente com a realidade economica e social pela qual passa o Brasil. Há exceções evidente, e elas devem ser destacadas com louvor. Vamos lembrar de um governador de Minas que governou o estado em dois mandatos de 1984 a 1997 e de 1991 a 1994.

Ao assinar um decreto autorizando feriados prolongados para o funcionalismo dizia: “trás logo menino, esse papel para eu assinar, e liberar essa turma, pelo menos assim, o estado não gasta luz, água, papel higiênico, telefone, lanche, e fazemos economia”.

A máxima do governador falecido (Hélio Garcia) tem exceções, mas serve como alerta para a necessidade urgente de uma reforma geral na máquina pública, acabando com privilégios, castas e de quebra com a burocracia que cria dificuldades para vender facilidades e justificar milhares de mordomias ou cargos dispensáveis.

José Aparecido Ribeiro
Jornalista e Consultor em Assuntos Urbanos
Blogueiro no Portal uai.com.br
DRT 17.076 – MG – 31-99953-7945 – jaribeirobh@gmail.com

26 comentários para “Feriado de 5 dias para o funcionalismo, só no Brasil!

  1. tem muita coisa que é só no Brasil …uma lista interminável..tipo: no Brasil são 2200 faculdades de direito..no resto do mundo são 2000. Todo o resto do mundo…não é de impressionar??

  2. A portaria de Ministra Carmem Lúcia se aplica apenas aos servidores do STF. A imensa maioria do funcionalismo dará expediente normal na sexta-feira. A generalização inadequada feita pelo articulista alimenta a desinformação.

  3. … E vamos completar 70 dias de greve dos servidores da Jucemg. Outra aberração!!! Mais de 20 mil processos parados, inclusive abertura e fechamento de empresas. Os impostos? As taxas? Os aluguéis com as portas fechadas? Ah não! Estes continuamos a pagar, afinal alguém precisa pagar o salário de quem “descansa”.

  4. Já passou da hora de acabar com esse número abusivo de estatais, 151 só no âmbito federal e consequentemente esses funcionários públicos que são caríssimos pro contribuinte.

  5. O Brasil não precisa ser dono de aeroportos, bancos, empresas de água e de luz e etc ,isto tudo serve pra empregar mais de 500 mil funcionários ganhando absurdos de dinheiro e transformando a população em pagadora de impostos pra manter esse tipo de desserviço à sociedade.

    1. Você passará a pagar para os donos das empresas. Ou vicê acha que seu telefone ficou mais barato, ou sua luz ficará mais barata após a privatização. Os gastos do governo diminuem mas os seu não. Sobra mais para ser mal empregado.

  6. O jornalista deveria estudar e passar em um concurso público, depois começar a trabalhar para verificar que a sua generalização é improcedente . Existem, e são muitos, servidores públicos comprometidos com o trabalho produtivo e de qualidade. Existem também instituições respeitadas internacionalmente pela eficiência na prestação de serviços graças aos servidores públicos, que na boca de muitos desinformados são responsáveis pela situação crítica que vive o país.

  7. Sou servidor público e no meu órgão haverá expediente normal. Faltou o articulista se informar melhor para passar uma informação mais precisa para seus leitores.

  8. Errado não é o serviço público com seus “privilégios”. Errado é o regime escravista do regime celetista, que não permite as pessoas viverem com dignidade. Errado é a brutal desigualdade social, que contribui para a existência de uma rígida pirâmide social próximo da que existia no sistema feudal. Errado é o sujeito trabalhar 44h semanais e ainda ter que arrumar tempo para se qualificar.
    Ao invés de exigirmos o fim das “mordomias” dos servidores públicos, deveríamos nos preocupar com os efeitos da reforma trabalhista que aprofundará a escravidão dos empregado celetistas. Enquanto mirarmos no inimigo errado, nunca encontraremos a solução.

    1. E qual a sugestão ? 40, 36, 30, etc., de trabalho? Uns reclamam da CLT, outros de que está sendo extinta. A verdade é que muitos vão para países do primeiro mundo, trabalham 12 horas por dia, sem ferias pagas, Fgts e 13 salário, e estão felizes, não querem voltar para o Brasil. É cada uma…

  9. Tem que haver uma revisão no excesso DE benesses e regalias mantidas as custas do trabalhador (comum) e do extorquindo empregador no Brasil. A eminência e silêncio com que percebemos o desmando e malversação do dinheiro público, jamais seria aceito em nenhum lugar do planeta, salvo onde SE tem DUTADURA declarada. A hora é de um basta….

  10. A ministra Carmem Lucia nao ficou nem um pouco constrangida em assinar essa pirtaria dando folga p/ ministris e se4vidires do STF que pouco produzem e este feriadão estendeu-se p/ todo funcionalismo como efeito cascata. Dia 28 é dia do funcionário público e caiu num sábado e pra agadar a galera ela deu 03/11 p/ os colegu8nhas comemorar seu dia emendando o feriado do dia 2. Assim a elite do funcionalismo descansa, enquanto seus escravos trabalham p/ pagar seus gordos salários.

  11. Sou servidora do Judiciário Federal (TRTMG) e o expediente foi normal. Tenho informação de muito empregado celetista que “enforcou” o dia…toda generalização é sinal de ignorância!

  12. Não gostei. Sou funcionário publico e usuário do IPSEMG. Por causa dessa longa sequencia fui prejudicado em um tratamento e saúde que deveria ser feito na quarta feira e que agora sofreu um atraso de 5 dias. Se trata de uma quimio e com esse tipo de doença não se brinca.

  13. Prezado, acredito que não aprendeu corretamente o que foi ensinado na Universidade. A sua formação deveria priorizar a informação, sem juízo de valor. Portanto, antes de escrever alguma reportagem (se é que isto, pode ser chamado disto…), procure visitar vários setores públicos que estão em pleno funcionamento, inclusive aos sábados. Dá uma visitinha em uma escola qualquer, onde boa parte dos profissionais que fizeram greve em busca de melhores condições de salários, estão repondo aulas aos sábados! Desinformação total…

  14. Pelos comentários já postados , percebemos o quanto são divergentes,egoístas, corporativistas, desumanos, sem caráter, preguiçosos, ignorantes, desunidos …. Sendo servidor público de X ou Y, pouco importa!!
    Será que não percebem o exagero, a falta de limites, a aversão ao trabalho quando é conveniente para cada um?
    Cada caso é um caso…Vamos pensar nas exceções que são minoria!
    Já fui servidora pública , passei em três concursos públicos e por questões que não interessam aqui colocar optei pelo trabalho autônomo.
    Perdi meus direitos por opção. Organizo meu trabalho, minhas férias , minha aposentadoria.
    Vejo muitos funcionários públicos alegando doenças atribuidas ao trabalho escolhido … Mas ,afinal, prestamos concursos públicos para cargos definidos em editais!! Quando passam comemoram !!
    E suponho que tiveram em sua maioria feito uma escolha! Ser servidor público é uma escolha , e trabalhar em qualquer cargo público é ,ou deveria ser uma profissão com direitos e deveres já previamente estabelecidos ao prestar o seu concurso para tal…
    Com raras exceções ?
    Vejo a grande maioria contando nos dedos o tempo para chegar o dia de sua aposentadoria, de suas férias ,férias prêmio, quinquênios e por aí vai… São direitos adquiridos.
    Não importa se este ou aquele feriado favorece claramente o descanso merecido aos funcionários públicos com “prolongamentos” , quase sempre excluem os trabalhadores de empresas privadas etc…
    Fato é que ,se você quer trabalhar e é autônomo ,fica aí a grande questão:
    Quem quer trabalhar nos dias úteis que são transformados em dias inúteis?
    Todos viajam, escolas param, a cidade fica deserta e o seu “trabalho autônomo ” abre as portas para os poucos que sobram!
    E não venham me dizer que não é bem assim…Que se danem quem não optou por concurso público !
    Logo aqui onde a maioria dos que dependem do trabalho do servidor público não se manifesta, se conforma com a ruína progressiva e permanece nela por ignorância , bem confortável para quem domina . Quanto mais apatia melhor!
    Temos o povo ideal para o governo atual: os acomodados e desistentes, os conformados com o pouco, o precário, os cegos por conveniência , os alienados.
    Ninguém se une! Todos reclamam e dormem em paz assistindo a queda de um país com uma calma patética.
    São muitos os que precisam trabalhar em dias úteis e que são magicamente transformados em “feriados ” ou dias inúteis.
    Nosso país que passa por tamanha crise financeira, política, desemprego….um caos!
    É ninguém se importa com tantos feriados…
    E semana que vem tem mais, depois em dezembro outros e outros e tudo vira festa!!
    Que alegria!!!
    Sendo funcionário publico, assalariado, autônomo, TODOS os brasileiros pensam mesmo que sem trabalhar vamos conseguir reerguer um país onde se elegem bandidos para nos governar?
    Será que falta aqui uma aulinha de matemática ou tratamentos para distúrbios de caráter?
    Somos motivo de chacota em todo o mundo!
    Se manifestem mas pensem bastante !Antes que chegue o carnaval do país onde trabalho passou a ser punição e questionar o que é inquestionável incomoda!
    Ótimo artigo!
    Pena que os incomodados não sabem o que fazer, só sabem repetir a ladainha dos direitos adquiridos.
    É a genética mutante: o gen brasileiro da falta de vergonha!

    1. Pois é David mas quem paga o salário desses concursados são justamente os trabalhadores que ficaram lado de fora. Já pensou quando esse pessoal se cansar de financiar essa mamata?

  15. O bom do brasileiro é que ele tem o comportamento de cachorro vira lata.Políticossão eleitos e fazem de tudo para prejudicar o povo mas,as sobras que recebem o fazem lamber o saco do político defendendo-o até àsa ultimas consequências.Assim é a Banânia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*