DA TERRA DA COPA…

Publicado em Sem categoria

Nada melhor do que o pretexto de uma Copa do Mundo para falar do automobilismo sul-africano. Olha que o panorama nas pistas do outro lado do Atlântico é mais do que interessante. E, ao contrário do que ocorre nos gramados, nas pistas já houve um “Bafana” que dominou o mundo: Jody Scheckter, que levou a Ferrari ao título de 1979. E vários outros pilotos de talento, especialmente em provas de longa duração. Muitos com talento, mas que preferem seguir correndo em casa a dar o longo salto que os separa da Europa ou dos EUA. Além de seis autódromos: Kyalami, o mais tradicional; Welkom, o mais moderno; Killarney, na Cidade do Cabo, East London, Zwartkops, em Pretória e Aldo Scribante, em Port Elizabeth. E um campeonato de rali de dar inveja a muitas competições continentais, com diversos Toyota Auris/Corolla e VW Polo Super 2000. Como não podia deixar de ser, depois de tanto tempo de dominação estrangeira, brancos descendentes de holandeses e ingleses são maioria, mas os negros começam a encontrar seu espaço. E, só para dar uma primeira ideia, já que voltarei a falar da terra do Mundial (de futebol), a grande atração é o WesBank V8 Challenge, para máquinas com motores V8, chassis tubulares e carrocerias de Corvette ou Jaguar XKR. Na prática, uma stock car com sabor zulu, patrocinadores fortes e grids cheios. E olha que ainda tem as categorias sobre duas rodas… Definitivamente, quando o assunto é o esporte a motor, a África do Sul está batendo um bolão…

Crédito: tracksidepics.co.za

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *