Carrera… rumo ao alto

Publicado em Sem categoria

Os leitores constantes do blog se lembram dos posts sobre a Pikes Peak, a subida de montanha rumo ao ponto mais alto alcançável por um carro no continente (os 4.300m do pico que dá nome à prova), no Colorado. Até ano passado o grande desafio era quebrar a barreira histórica dos 10 minutos, o que finalmente foi feito pelo japonês Nobuhiro Tajima, o Monster, com um protótipo Suzuki de quase 1.000cv escondidos em um chassi tubular com carroceria de jipe. Era de se esperar, considerando que o progresso tem feito das suas e, a cada ano, o trecho em piso de terra fica cada vez menor.

Mas nem isso foi capaz de diminuir o fascínio e o carisma de um evento com o regulamento bastante simples, especialmente na categoria Open. Se responde às exigências de segurança, pode correr, nada mais do que isso. Qualquer tipo de propulsão, número de rodas, tração, peso, posição de pilotagem, cada um que escolha sua arma.

E quando os novos tempos apontam para um capítulo inédito numa história que completará 90 anos em 8 de julho – a Mitsubishi quer vencer o desafio com um modelo movido a eletricidade e Tajima também prepara algo do gênero, um dos pilotos mais versáteis do automobilismo mundial escolheu um carro mais do que conhecido. Campeão das 24h de Le Mans, Spa-Francorchamps e Nurburgring, com bom passado nas categorias de fórmula e uma paixão imensa pelos ralis, o francês Romain Dumas é daqueles que joga nas 11. E vai encarar as 156 curvas com um Porsche 911 GT3RS que recebeu dois turbos e uma repaginada na mecânica. Considerando-se o patrocinador principal, logo aparece uma miniatura caprichada em escala 1:43, e pode pintar mais uma façanha para o currículo do piloto de Alés…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *