A vez da Sauber…

Publicado em Sem categoria
Conforme prometido, a Sauber apresentou em pleno domingo sua C33, e temos o sexto design diferente em igual número de novas máquinas, o que por si só é o mais interessante. O problema no time suíço não é tanto a capacidade de sua equipe de projetistas, agora liderada por Eric Gandelin, mas a perda de força na dupla de pilotos – Esteban Gutiérrez segue, mas Adrian Sutil nem de perto tem o mesmo talento e potencial de Nico Hulkenberg. Talvez por isso seja a escuderia mais candidata a um passo atrás, o que, no entanto, depende de vários fatores, como a confiabilidade do motor Ferrari e a capacidade de tirar o melhor de um equipamento novo.

O desenho da dianteira lembra um pouco o da McLaren MP 4/29, mas a posição do suporte da asa é diferente, o que justifica o comentário do início do post. O que mais chama a atenção é… sem trocadilhos, a atenção dedicada à carenagem do motor, com formas bem mais recortadas e elaboradas que as dos rivais, sem contar a preocupação extra com a refrigeração do conjunto motor/ERS. As laterais, que eram as mais estreitas em 2013, logicamente cresceram e, cor à parte, não há como identificar grande parentesco com o C32, que nasceu da pena de Matt Morris. Terça-feira teremos as primeiras ideias sobre quem encontrou o caminho mais promissor, mas o time de Hinwil foi fiel à tradição e não inventou muita moda…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*