Skip to main content
 -
Graduação em Medicina na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia – SBOT , Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediatrica – SBOP, Advanced Trauma Life Support – ATLS, Ortopedista Pediátrico Assistente da Rede Mater Dei de Saúde - BH/MG

O caminho é a POLÍTICA

Nossa indignação é completa. Não paramos de ser agredidos. Serviços públicos de péssima qualidade.  SAÚDE sangrando. Educação sucateada. Uma sensação de insegurança crescente. Mobilidade urbana pública precária. Infraestrutura nefasta! E para piorar o cidadão não se sente representado no legislativo brasileiro. Temos opção? Sim. Nós temos!

Hoje temos um cenário propício a corrupção. Serviços públicos péssimos. Falta de representatividade partidária. Dificuldade para empreender. Um Estado maior do que o necessário. Carga tributária abusiva. Protecionismo. Excesso de regulamentações. Discurso populista. Concessão de privilégios em troca da perpetuação do poder. Uma péssima gestão dos impostos pagos pelos contribuintes. Quero dizer, reféns.

Estamos em crise. Impeachment. Economia estagnada. Inflação. Um diagnóstico simples e esperado quando falamos de sintomas óbvios. Corrupção. Ineficiência. Burocracia. Um modelo de Estado ultrapassado. Desinteresse pela política. Ausência de novas lideranças.

As ações precisam ser emergenciais. Precisamos nos engajar. Iniciar um projeto de longo prazo. O Estado deve servir o cidadão. Não o contrário. Empreender na política. Como diz uma frase atribuída a Albert Einstein: “INSANIDADE É CONTINUAR FAZENDO SEMPRE A MESMA COISA E ESPERAR RESULTADOS DIFERENTES”.

Vamos redescobrir valores básicos. Mais LIBERDADE. Com responsabilidade. Indivíduos realmente como os agentes da mudança. “NÃO EXISTE DINHEIRO PÚBLICO. EXISTE APENAS O DINHEIRO DO PAGADOR DE IMPOSTOS” disse sabiamente Margareth Thatcher. Começaremos a caminhar na direção correta quando entendermos que o respeito ao criador da riqueza é o início da solução da pobreza. TODOS somos iguais perante a lei. Pelo menos assim deveria ser.

Vamos valorizar a meritocracia, a excelência. Uma boa governança com prioridades e metas bem definidas. Sustentada sem recursos públicos. Um grande exemplo inicial seria o FIM FUNDO PARTIDÁRIO. Partidos e políticos se divertem com o NOSSO dinheiro. Sem a nossa autorização! Precisamos fazer algo. Exercer nossa cidadania. Participar ativamente da política. Mudar o modelo de Estado.

Respondendo à pergunta inicial, SIM, nos resta uma única opção: A POLÍTICA! As eleições municipais passaram. Momento de fiscalizar e cobrar dos candidatos eleitos! Em 2018 teremos eleições novamente. O Brasil escolherá Deputados Estaduais, Deputados Federais, Senadores, Governadores e Presidente da República. Precisamos começar a pensar no pleito agora. Precisamos nos engajar. Participar. Precisamos votar de forma inteligente. Precisamos aprender a votar em quem realmente vai nos representar. Representar nossos valores. Melhorar nossa vida. Deixar um país melhor para as próximas gerações.

O QUE ME PREOCUPA NÃO É O GRITO DOS MAUS, MAS O SILÊNCIO DOS BONS”. Martin Luther King

Demos o primeiro passo. A “Lava Jato” está literalmente limpando o país. Sérgio Moro fez mais do que imagina! Nos deu esperança de um recomeço! De um país melhor. Ontem ocorreu o interrogatório do ex-presidente Lula! Que a justiça seja feita! E que nós façamos a nossa parte! Precisamos dar o segundo passo. Nos aproximar da política. Dos políticos. Pare. Pense. Participe. Escolha. RENOVE. Afinal, não é a política que faz o candidato virar ladrão. É o seu voto que faz o ladrão virar político! VOTE CONSCIENTE SEMPRE. Mas, mais que isso, faça parte da mudança que tanto sonhamos!

https://www.instagram.com/bernardolframos

https://www.facebook.com/drbernardoramos2018

https://www.youtube.com/DrBernardoRamos

Publicidade

6 comentários em “O caminho é a POLÍTICA

  1. Concordo plenamente Dr, a conscientização de um povo é um processo de evolução, lento e gradual, apesar de todas as decepções o brasileiro está aprendendo, a duras penas.A história mundial está recheada de fatos como estes que estamos vendo, é doloroso, mas com certeza pela primeira vez no Brasil podemos sim acreditar que as gerações futuras poderão conhecer um outro Brasil,um abraço.

    1. A educação é um processo longo. Os resultados demoram anos para aparecer. Mas se desejamos mudar o futuro, o presente é o momento certo. Que todos os corruptos sejam punidos e possamos de fato deixar um Brasil diferente para as futuras gerações! Abraços

  2. Enquanto os bons se absterem de falar sobre política teremos os maus dominando a forma de governar o Brasil ( que diga-se de passagem um país lindo , rico, porém pouco desenvolvido). Sou cética por possíveis melhoras, mas confesso que as prisões vêm aumentando minha confiança. Espero que aqueles ( assim como eu ) que não almejam a um cargo político, pelo menos pesquisem sobre os possíveis candidatos e votem com mais consciência. Parabéns pelos votos obtidos e é sempre bom saber que há um candidato indignado ( gente como a gente – embora a velha frase impera ” político é tudo igual” ) e que busca uma mudança. Sucesso na sua caminhada!

    1. Exatamente isso Vanessa. Precisamos trazer pessoas boas para dentro da política. Que a “Lava Jato” seja o inicio de um novo futuro para o Brasil. E que a nossa indignação consiga tirar outros da zona de conforto! Obrigado pelas palavras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*