Quero me separar do meu marido, mas, tenho medo de passar aperto financeiro

Publicado em Sem categoria

“Olá Dr. Douglas. Estou com meu marido há mais de 10 anos, juntando namoro e casamento. Já passamos por vários momentos bons e ruins. Temos 02 crianças. Ele está com um problema sério de sono. Está fazendo tratamento, mas, está difícil continuar a relação. Tudo que eu faço e falo ele reclama e vice-versa. Ele me xinga de tudo quanto é nome. Fala que eu não presto, que sou uma pessoa horrível, que sou uma filha da…, etc. Já falamos em nos separar várias vezes! No entanto nenhum dos dois toma a iniciativa. Eu tenho medo de separar e passar aperto monetário. Na minha opinião, acho que ele não separa porque não daria conta dos meninos sozinho. E porque, também, ele tem um gênio difícil e sabe que talvez viveria sozinho. Quando falo em me separar, afirmo que vou pedir custódia compartilhada, mas, ele não concorda. Faço tudo em casa e ele me ajuda com os meninos.  Já, em relação à organização e rotina do lar, ele odeia me ajudar. Fala que, como eu não trabalho, o meu serviço é em casa. Eu não concordo porque quando eu voltar a trabalhar, irei trabalhar fora e dentro de casa. E ele? Aí se eu não der conta de fazer as coisas ele vai virar um bicho! Não sou uma pessoa perfeita. Além disso, tenho gritado muito com meus filhos. Tento evitar mas, quando vejo, a coisa já aconteceu. Não sei mais o que fazer! Está muito difícil apoiar e continuar. Não quero que meus filhos fiquem vendo isso. Me dê sua opinião! Não sei o que fazer!”

 

Envie sua dúvida para perguntaUAI@gmail.com   Não identificamos os autores das perguntas

 

Resposta no link logo abaixo:

 Um abraço do

Douglas Amorim

Psicólogo clínico, pós-graduado em Psicologia Médica, mestre em Educação, Cultura e Sociedade

Instagram:@douglasamorimpsicologo

Consultório: (31)3234-3244

www.douglasamorim.com.br

 

Basta clicar para visualizar a resposta!

 

 

 

6 comentários para “Quero me separar do meu marido, mas, tenho medo de passar aperto financeiro

  1. Bom dia. Pelo que relatou o que escreveu minha sugestão é você separar. Nao tenha medo, melhor isto ja que seu marido não quer mudar. Não da para voce continuar casada com alguém que não te respeita, não te trata como mulher. Arruma um emprego. Procure trabalhar no que te da prazer, no que gosta. Se for o caso, pede ajuda aos seus pais. Volte a morar na casa deles até você ter dinheiro para pagar um apartamento e voltar a não depender de mais pessoas.
    Pede a guarda compartilhada se vocês separarem, é o melhor para ambos. Trabalho e não gosto de ter que depender dos outros. Gosto de ter meu dinheiro para comprar o que quero, viajar, sair. Não é bom você quando for falar com seus filhos gritar. Boa sorte.

  2. Você é livre para ir embora, não está amarrada. Casamento não é aposentadoria nem mesada. Vai trabalhar, não dói e ainda Dignifica sua vida.

  3. Não trabalha e ainda reclama de ter de cuidar da casa??? Moça, se seu marido é quem paga tudo, o mínimo que você deveria fazer é cuidar para que a casa esteja limpa, a comida pronta e as crianças bem cuidadas quando ele chegar do trabalho. Se quer mudar as bases dessa relação, arrume um emprego! “Ah, mas aí quem vai cuidar da casa e das crianças?”. Ora, pague uma empregada! É o que eu e minha ex-mulher fazíamos. Hoje eu cuido sozinho de nossa filha, sem ajuda sequer de empregada. Vou para o trabalho, volto em casa, arrumo almoço, levo à aula, volto para o trabalho, busco na escola, passo umas duas horas estudando com ela (ensinando principalmente matemática e português), dou janta, limpo um pouco da casa e repito tudo no dia seguinte. Seja mais produtiva nessa vida!

  4. “Quero largar meu marido mas não quero perder quem me sustente”. Por causa de “mulher” deste nível um monte de mulher que não é acomodada e não tem medo de trabalhar acaba ouvindo que “mulher só quer saber de dinheiro”. O cara trabalha fora é o serviço que é dela (não porque seja mulher, mas por estar em casa o dia todo) ela quer dividir. A gente tenta ser respeitada mas tem coleguinha de gênero que não colabora, viu.

  5. Ninguém merece viver infeliz minha cara.
    Pelo que você relata seu casamento é um inferno, e seus filhos presenciam seu sofrimento…
    Eu sempre acredito que tudo pode mudar…. Tente o dialogo, mostrar ao seu marido que ele estar errado de forma sútil. Sei que é fácil falar quem está de fora, mas o dialogo é sempre o melhor caminho…
    Converse, ore e peça a Deus sabedoria…
    Recomeçar é muito dificil mas se realmente não tiver saída, recomece…
    Ninguém merece viver com uma pessoa apenas por questões de “sobrevivência”, nem seu marido por pior que ele seja, merece.
    Ao invés de gritos, abaixo ao máximo seu tom de voz, o constrange com sua educação e sutileza… Tem momentos que devemos nos mostrar superiores.
    E profetiza todos os dias que DIAS MELHORES VIRÃO… Não estou aqui falando de religião… Mas não perca fé em Deus e nem na vida… Todos nós temos problemas, se você se separar de seu marido enfrentará outros conflitos. Então avalie se o ama de verdade, e se tiver um pouquinho só de sentimento, lute. Onde a vida á esperança. Tenha força e tenha fé. Um abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*