Sou gay, meu filho não sabe e sou religioso. Sinto-me perdido.

Publicado em Sem categoria
“Prezado psicólogo Douglas Amorim, tenho 58 anos, sou casado e separado, além de ser pai de um adolescente de 17 aos. Tenho me relacionado amorosamente com um amigo. Gosto muito dele, mas, estou com a consciência pesada, por causa do meu filho e também, por ser praticante da igreja. Devo parar com o relacionamento ou satisfaço meus desejos? Meu companheiro também gosta muito do que a gente faz, porém, também é casado e é pai de dois rapazes. Ele não acha nada de errado no que praticamos e que nós precisamos ser felizes. Estou muito confuso. Por favor, me ajude”.

 

Envie sua dúvida para perguntaUAI@gmail.com   Não identificamos os autores das perguntas

 

Resposta no link logo abaixo:

 

Um abraço do

Douglas Amorim

Psicólogo clínico, pós-graduado em Psicologia Médica, mestre em Educação, Cultura e Sociedade

Instagram:@douglasamorimpsicologo

Consultório: (31)3234-3244

www.douglasamorim.com.br

 

Basta clicar para visualizar a resposta!

6 comentários para “Sou gay, meu filho não sabe e sou religioso. Sinto-me perdido.

  1. O erro é simples, vocês estão traindo pessoas que gostam e confiam em você. Nada errado, porém, com o relacionamento entre vocês dois, desde que estejam desimpedidos, que não possuam laços de confiança com outras pessoas.

    Sobre o peso que a tua igreja coloca em suas costas, você o carrega porque quer. A sua vida amorosa não diz respeito à ninguém além das pessoas que o cercam.

    Digo o seguinte: Terminem ambos os casamentos e sejam felizes juntos.

  2. Heita que bando de gente pra atirar pedras no cara , será que ninguém aqui tem pecados? Se acuse aí quem não tem pecados … Pessoal o rapaz está precisando de ajuda e expôs sua intimidade, o que ele está precisando é de um psicólogo e não de comentários preconceituosos e é cheio de maldades, primeiro vamos nos vigiar pra depois criticar a vida alheia, quem não tiver pecados que atire a primeira pedra.

  3. Nossa, dizer que é fácil mudar não é. Se fosse você não pediria ajuda. Mas seja racional, até porque se tiver que agir com o coração você já sabe que vai ficar com seu amigo.
    Então, o que seria ser racional?
    1 – Você não está satisfeito com a mentira aos outros, portanto diga a verdade a eles.
    2 – Você quer ser feliz com quem lhe complementa, portanto seja feliz com seu amigo.
    3 – Você se preocupa com o que os outros vão pensar, principalmente igreja, portanto pense no que todos estes “outros” lhe dão em retorno.
    4 – Se a igreja fosse totalmente inclusiva ela não estaria lhe excluindo, uma vez que lhe impõe barreiras e você não consegue coexistir com esta instituição. Sai da igreja e se lhe é necessário uma procura/contato com Deus, procure você mesmo ou ache outra religião que lhe inclua.
    5 – Por fim, sua esposa vai superar já é adulta. Seus filhos vão superar e quando eles quiserem liberdade tenha certeza que você não será peso para eles, então não sejam eles para você. Seus pais e amigos vão superar. Simplificando, quem te ama vai estar ao seu lado.
    6 – Pense em quantas pessoas já foram infelizes, reprimidas, amarguradas, angustiadas e injustas com o resto do mundo, por não viverem em plenitude, por terem que representar na vida um papel que não é delas e sim de uma sociedade hipócrita.
    7 – Quanto antes você mudar esta situação vai ser menos doloroso para você.

    SEJA FELIZ.

  4. Se se recorre a um psicologo para tentar resolver a sua covardia em omitir e enganar os familiares, é pq não tem certeza do qe deseja na vida. Ninguém merece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*