Skip to main content
 -
PCAlmeida é Cruzeirense, publicitário fanático, jornalista teimoso.

Sonho roubado

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Todo mundo sabe o quão complicado é enfrentar o Boca Juniors na Libertadores. Além de toda tradição, trata-se de um time qualificado, com alto investimento, até mesmo para os padrões brasileiros.

Se vencer o Boca é uma tarefa difícil, derrotar também a arbitragem nos dois jogos é uma missão hercúlea.

O Cruzeiro foi assaltado no confronto, tanto lá, como em BH. E aqui não tem nem um choro de perdedor. Se há algo que eu sou (e o Cruzeiro também) é um bom perdedor. Sei que no futebol não se ganha tudo, sempre. Por isso, ser eliminado pelo Boca é algo normal. Claro que não nos conformamos com a derrota, mas sabemos que, uma hora ou outra, ela acontece.

Mas perder para a arbitragem dói ainda mais. Eu sinto como se tivessem feito uma injustiça com um amigo ou alguém da família que eu amo.

Depois da expulsão absurda de Dedé na La Bombonera (que ocasionou o 2º gol do Boca), até voltaram atrás, mas não foi o suficiente.

Ao liberar o Dedé, a Conmebol parece ter dito: tá bom, vamos deixa-lo jogar, mas em compensação vamos segurar o resto do time. Serviço dado, missão cumprida.

O árbitro uruguaio anulou um gol legítimo, não teve critério na marcação de faltas e distribuição de cartões, sonegou um pênalti, tudo isso ignorando solenemente a presença do VAR. O juiz sequer quis consultar o olho eletrônico. Talvez para não ver os lances de perto e ser obrigado a fazer justiça.

O Cruzeiro é o classificado moral. O Boca segue adiante, mas vê manchada a sua campanha na Libertadores. Sei que argentino tem o cinismo como principal característica. Prova disso é que ganharam duas Copas do Mundo com a ajuda externa. Em 1978 comprou o time do Peru para goleá-los. Em 1986, houve o famoso gol de mão. Nada me espanta.

Historicamente, o Cruzeiro sempre foi muito prejudicado pela arbitragem. A nossa diferença é que, em vez de ficarmos chorando as pitangas, erguemos a cabeça e vamos atrás de nossas conquistas – que não são poucas.

E assim tem que ser. A Libertadores é página virada. Agora miremos na Copa do Brasil, no Corinthians. Mas com muito trabalho nos bastidores, já que eles também são queridinhos da arbitragem.

Valeu pela luta, Guerreiros!

Te vejo no Mineirão!

14 comentários em “Sonho roubado

  1. Ei PC que bom ter vc de volta. Parabéns Sua participação enriquece noso diálogos sobre o nosso amado Cruzeiro Esporte Clube.

    A expulsão novamente injusta do Dedé foi a comprovação do serviço que a CONMEBOL ganters deu ao Cruzeiro .! Seus post demonstra o que foi o jogo e a gatunagem. Relembrando: vencer sem glória é triunfar sem honra. TODOS os grandes feitos esportivos argentinos são realmente maculados por pela nódoa da desonestidade, da desonra.

    Valeu o desabafo do Presidente, diante de tanta indignidade.

  2. Até mesmo a nova expulsão do Dedé foi bem questionável! Ficou claro que o árbitro fez tudo que podia pra prejudicar o Cruzeirao. Na dúvida sempre Pro Boca.

  3. Caro PC Almeida. Não sei que horas você escreveu esse texto. Acredito que de cabeça quente.
    Hoje pela manhã, depois de ter passado muita raiva a noite, analise melhor os lances.

    Lembrando do 1º jogo: O Dedé foi expulso injustamente, isso é inegável. Porém o segundo gol foi uma falha bizarra do Edilson, mesmo se o Dedé tivesse ali, poderia ter ocorrido. Pode-se questionar o fato do Cruzeiro ter passado o resto do jogo com um a menos e perder o poderio ofensivo. Mas vamos combinar, Cruzeiro não teve hora nenhuma poderio ofensivo no primeiro jogo. Salvo rara exceção.

    Ontem, logo no início do jogo, o juiz inventou duas faltas dentro da area do boca, bem questionáveis. Entretanto, o lance do gol anulado, realmente o Dedé ergueu muito o pé mostrando a sola. O juiz parou antes do gol a jogada. Infelizmente gol foi corretamente anulado.
    Mesmo se consultasse o var, não teria outra resposta.

    No lance do pênalti, o bandeira trabalhou conforme manda o procedimento, deixou a conclusão da jogada e sinalizou corretamente o impedimento, não há como discutir. Também sem necessidade de checar o VAR.

    Pra mim não há motivos para reclamarmos da arbitragem. Perdemos na bola.

    Portanto, acho que devemos analisar os nossos erros, durante as duas partidas. A falta de poder ofensivo no primeiro jogo e a falta de assertividade no segundo.
    E pela nossa história, esse estilo de jogo me dá nos nervos! É o futebol mais feio já jogado.

    Entretanto saímos de cabeça erguida e vai nos fortalecer para a decisão da Copa do Brasil.
    Que, apesar do Mano não ter gostado da pergunta sobre a obrigação de vencer a Copa, é obrigação SIM, pois ao abrirmos mão do campeonato brasileiro se não vencermos a Copa, ficaremos sem libertadores.

    E precisa-se urgentemente iniciar um planejamento de elenco para ano que vem, sair umas amebas e fazer contratações pontuais para fortalecer o time.
    Mas meu sonho era ver o estilo de jogo do Cruzeiro mudar! Não aguento essa retranca horrorosa mais!

  4. Concordo com tudo…
    E destaco esse trecho: ‘Historicamente, o Cruzeiro sempre foi muito prejudicado pela arbitragem. A nossa diferença é que, em vez de ficarmos chorando as pitangas, erguemos a cabeça e vamos atrás de nossas conquistas – que não são poucas.’

    Sempre digo isso em comentarios em sites…
    A nossa lamentação dura 24 horas…
    Por isso somos multi-campeões…
    Fico imaginando se fosse o Palmeiras no lugar do Cruzeiro ontem…A choradeira iria durar anos!…Nem preciso citar as Frangas…

  5. PC te sigo a muitos anos, mas tenho que discordar de você, no lance do gol o Dedé deu uma voadora é isso é falar, lance perigoso, e o pênalti o Barcos estava impedido ao dar o passe pro Arracaeta

  6. Time vagabundo esse do Bosta Júnior. O time é bom em campo e muito, muito melhor nos bastidores, não é à toa que tem um monte de títulos. Como bem você disse, argentino sabe ganhar títulos na treta. Cínicos e filhos da puta.

  7. Time da base pode fechar as portas. Laterais melhores do que esse horroroso Edilson e o limitadíssimo Egídio tem a obrigação de ter. Mano Menezes? Falta ousadia. Começar o jogo com um volante e Sassá desde o início era uma boa opção. Enfim, tenho 54 anos e esse é o pior time do Boca Juniors que vi em campo. Enfim, agora é partir pro Hexa da CB e LA 2019 de novo. Outras peças tipo Robinho, TN30 e Arrascaeta que alguns dizem craque (Faça-me o favor) tb foram a quem do que podem. Tirando isso tudo ainda teve a ótima atuação do camisa 12 do Boca, o Sr. Juiz que é muito fraco e veio encomendado para travar o jogo. 2 minutos de acréscimo no primeiro tempo foi no mínimo a piada do mês. Resumindo: Enquanto o Edilson vestir a camisa celeste eu me dou o direito de curtir o CRUZEIRO de casa mesmo numa boa. Melhor do passar raiva com um cara que nitidamente está em Bh por estar. O que acontecer … aconteceu.

  8. Os Argentinos antes da TV eram ainda piores nisso …………batiam , cuspiam , faziam o diabo e por isso tantas Libertadores ganhas . Que Gremio e Palmeiras se cuidem pois estão querendo pelo visto é uma final Argentina e com certeza o Boca vai ter a preferencia da Arbitragem . O safado que apitou ontem veio com uma missão e a cumpriu …………ferrou o time do Cruzeiro do inicio ao fim . Gol mal anulado , Penalty anulado e eles deitaram e rolaram no quesito cai cai . Quando ele começou no segundo tempo a dar falta em toda bola cruzada na area deles falei com meu Filho : Dedé vai ser expulso …..veja só que toda bola que ele vai o juiz dá falta . Mas tem nada não , somos grandes …………é ir pra cima dos Paulistas quarta feira e ponto final . Engraçado é marcar o julgamento do Sassá pra Segunda Feira …………..Palmeiras joga no Sabado …………..mais maracutaia a vista . Arbitragem e toda sua curriola estão acabando com o Futebol não só aqui mas no Mundo todo .

  9. Realmente, P.C. foi o que aconteceu. Depois do jogo de La bombonera, eu já sabia que aqui no Brasil também indicariam um árbitro ladrão, porque se nos roubaram lá, e teve a grita total, aqui eles iriam roubar também para mostrar a força dos bastidores argentinos. Não iriam deixar ter três brasileiros na semifinal, a Commebol é políticagem suja. Mas como você bem disse, agora vamos partir pra outra. E provavelmente também a arbitragem vai usar o critério da CBF, o apito amigo em favor dos manos, A raposa astuta vai ser roubada mais uma vez, porque não vão querer deixar a raposa ser campeã novamente, sendo o primeiro bi consecutivos da Copa do Brasil, ainda mais depois de já ter eliminado dois paulistas na sequência, não vão querer deixar que o terceiro paulista seja eliminado na sequência pela mesma equipe, e de fora do eixo, se ainda fosse do eixo, não teria mal nenhum. Mas… Vamos ver. Abraços.

  10. Contra o Corinthians estamos esperando a mesma coisa: queridinhos da arbitragem, da imprensa, da CBF, dos comentaristas e etc… Na verdade, para chegarmos ao hexa, teremos que enfrentar muito mais do que onze jogadores em campo… Vamos ganhar em campo, na bola!!! Bora cabuloso!!!

  11. P.C., fomos prejudicados sim, mas considerando a qualidade do elenco cruzeirense, chegamos até onde podíamos. Nosso ataque não chuta a gol! Se fazemos um gol ficamos satisfeitos! Raça nem sempre é suficiente e isto não faltou nessa partida.

  12. Olá PC, é com grande satisfação que vejo você de volta com o seu Blog e seus excelentes comentários sobre o nosso Cruzeirão Cabuloso, é verdade fomos garfados nos dois jogos contra o Boca, mas vou ser sincero com você como sempre procurei ser no antigo Blog seu, mas vou te falar este futebol de retranca utilizado pelo Mano é de lascar, apesar de achar nosso elenco muito fraco temos um time titular com alguns jogadores de habilidades mas muito mal explorados, culpa exclusiva deste sistema de jogo onde a preocupação maior é defender e não sou totalmente contra em usar este sistema, mas acho que não foram felizes nas contratações, como o Bruno Silva, Mancuello e não demos sorte com o Fred e o David que por causa da contusão nos deixaram na mão, portanto temos um time titular e pouquíssimos que podem ajudar nas substituições e os outros nem deveriam ter vindos, caso do Bruno Silva, Mancuello, Hermes e outros que ja deveriam ter saido como o Ezequiel, Cabral, Sóbis, eu não sei se você acompanha a segundona mas gosto muito do Lucão centroavante com faro de gol e Michael atacante de lado de campo rápido e muito habilidoso e são jovens ambos do Goiás, e o Ramires do Bahia que vem mostrando um bom nível de futebol e são todos ainda promessas, mas vejo com bons olhos e pra mim são muito melhores do que os que temos e ainda ganhando um salário alto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *