Skip to main content
 -
Denyse Lage Fonseca é formada em Letras e especialista em educação a distância. É autora de artigos enciclopédicos (InfoEscola.com) e de materiais didáticos (Portal Acessaber) que tratam de diversificados conteúdos relativos à Língua Portuguesa, da qual gosta desde criança. Como professora, atuou em diferentes níveis de ensino.

“Meio triste” ou “Meia triste”?

“Meio” ou “Meia”? Observe esta frase:

A jovem está meio triste.

ou

A jovem está meia triste.

interrogacao - azul

pixabay.com

É muito comum ouvirmos frases como A jovem está meia triste. Nesse caso, o falante busca concordar a palavra feminina meia com o sujeito feminino da frase A jovem. E aí? Está correto? Sim ou não? Note que, no contexto da frase acima, meio tem a finalidade de intensificar o sentido do adjetivo triste. Por isso, funciona como advérbio – palavra que não varia, isto é, fica no masculino e no singular. Como advérbio, meio significa “mais ou menos”. Portanto: A jovem está meio triste. Vejamos outras construções em que meio funciona como advérbio de intensidade:

Eles andavam meio preocupados.

Ela é meio impaciente.

A aluna é meio desatenta.

Os estudantes estavam meio ansiosos.

E quando “meio” não for advérbio, como fica? Para sanar essa dúvida, proponho a você que complete a frase a seguir com “meio” ou “meia”:

As crianças comeram ___________ tigela de pipoca.

Nesse caso, há flexão: As crianças comeram meia tigela de pipoca. Isso porque “meia” funciona como numeral, pois significa “metade”: meia tigela de pipoca = metade da tigela de pipoca. Nesse contexto comunicativo, o numeral meia concorda com o substantivo a que se refere: tigela de pipoca.  Observemos outras frases em que “meio” é numeral:

Tomei meia xícara de café.

Li um capítulo e meio do romance.

Já são quatro horas e meia.

Ele tomou meia garrafa de vinho.

Para concluirmos:

meio (advérbio) = invariável

meio (numeral) = concorda com o substantivo a que se refere.

Continue aprendendo:

“Vende-se ovos” ou “Vendem-se ovos”?

Vamos testar os seus conhecimentos linguísticos? Descubra o erro!

“Pedir para” ou “Pedir que”?

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*