Skip to main content
 -
Denyse Lage Fonseca é formada em Letras e especialista em educação a distância. É autora de artigos enciclopédicos (InfoEscola.com) e de materiais didáticos (Portal Acessaber) que tratam de diversificados conteúdos relativos à Língua Portuguesa, da qual gosta desde criança. Como professora, atuou em diferentes níveis de ensino.

“É necessário” ou “É necessária”?

“É necessário a participação de todos.” ou “É necessária a participação de todos.”?  No masculino ou no feminino? Para entendemos melhor sobre esse assunto, proponho a você a resolução desta questão:

Questão – Assinale a alternativa correta quanto à concordância:

a) É necessária a ingestão de dois litros de água por dia.

b) É necessário muita paciência para a realização do estudo.

c) É necessária folga semanal.

d) É necessário a apresentação dos documentos pessoais.

É aí? O adjetivo “necessário” deve concordar com o nome (substantivo) a que se refere? Bom, observe que todos os substantivos referentes nas frases acima são femininos: ingestão, paciência, folga e apresentação. No entanto, deduzimos que não basta empregarmos a forma feminina “necessária”, pois ela aparece em mais de uma opção e sabemos que apenas uma delas está correta. Então, vamos prestar a atenção na estrutura das frases: “É necessária/É necessário + substantivo feminino”. O que há de diferente? Note que, em três construções, o nome (substantivo) vem acompanhado do artigo definido “a” (letras “a” e “d”) e do pronome “muita” (letra “b”). Mas, o que isso tem a ver? A regra diz que o adjetivo “necessário” concorda com o substantivo precedido de artigo ou pronome. Nesse sentido, temos:

É necessária a ingestão de dois litros de água por dia.

(“a ingestão” = “necessária”)

É necessária muita paciência para a realização do estudo.

(“muita paciência” = “necessária”)

É necessária a apresentação dos documentos pessoais.

(“a apresentação” = “necessária”)

Caso contrário, ou seja, quando o adjetivo se referir a um substantivo feminino, mas não vier precedido de pronome ou artigo definido, emprega-se a forma masculina. Por isso:

É necessário folga semanal.

(Repare que o substantivo “folga” não é precedido de pronome ou artigo.)

Voltando à questão proposta, a concordância foi feita corretamente na alternativa “a”. E, quanto à pergunta com que se inicia o post, registra-se como correta a segunda opção “É necessária a participação de todos.”, uma vez que o substantivo “participação” é precedido do artigo “a”.

Veja mais:

Os porquês

“Está” ou “Estar”?

“Tampouco” ou “Tão pouco”? 

Publicidade

14 comentários em ““É necessário” ou “É necessária”?

    1. Oi, Hermes!

      Muito obrigada por interagir comigo, enviando-me o seu elogioso comentário!

      Fico imensamente feliz com a notícia de que você está aprendendo muito!

      Volte sempre!

      Denyse.

  1. Parabéns pelo blog, Denyse, excelente trabalho, muito necessário para esclarecer nossa difícil língua portuguesa! Se possível, favor esclarecer se a expressão muito usada “perguntou de você” está certa, ou o correto seria dizer “perguntou por você, ou sobre você”? Obrigado!

    1. Olá, César!

      Agradeço-lhe o registro de sua motivadora opinião sobre o meu blog!

      Fico muito feliz por saber que estou descomplicando a nossa língua!

      Nesse contexto comunicativo mencionado por você, recomenda-se o emprego da preposição “por”.

      Volte sempre!

      Denyse.

    1. Olá, Flávio!

      Muito obrigada por interagir comigo, enviando-me o seu comentário tão positivo sobre o meu blog!

      Fica o convite para que você volte sempre!

      Denyse.

  2. Sigo, sempre, seus artigos sobre a língua portuguesa e tenho gostado cada vez mais. Parabéns Denyse! E obrigado. Continue nos ajudando.

    1. Olá, Juvelino!

      Alegra-me muito o seu valioso comentário sobre os meus artigos!

      Muito obrigada pelo seu incentivo e pela sua presença constante aqui no meu blog!

      Volte sempre!

      Denyse.

    1. Oi, Cristiano!

      Exatamente! Se o substantivo feminino não vier precedido de artigo ou pronome, o adjetivo “necessário” não se flexiona no feminino.

      Muito obrigada por interagir comigo!

      Volte sempre!

      Denyse.

  3. Encantada com o seu jeito descomplicado de ensinar!
    Gostaria de pedir-lhe um favor, pois tenho uma dúvida infeliz!
    Ei-la: “Toda pessoa que eu encontro é melhor do que eu (ou do que mim?) em um ponto.”
    Ouvi essa frase de um palestrante; ele usou mim, achei estranho, mas não tive argumentos convincentes para afirmar que o melhor seria usar eu.
    Estou equivocada?
    Aguardo ansiosa sua resposta esclarecedora!
    Mônica

    1. Olá, Mônica!

      E eu fico encantada com a avaliação que você faz do meu trabalho!

      É muito gratificante saber que estou descomplicando!

      Você não está equivocada, Mônica! Isso porque “eu” desempenha a função de sujeito, ao passo que “mim” desempenha a função de complemento. Por isso: “Toda pessoa que eu encontro é melhor do que eu em um ponto.”, ou seja, “Toda pessoa que eu encontro é melhor do que eu (não “mim”) sou em um ponto.” O verbo “sou” aparece implícito na frase.

      Espero ter esclarecido a sua dúvida infeliz!

      Muito obrigada por interagir comigo, algo valiosíssimo para mim!

      Volte sempre!

      Denyse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*