Neve Negra reúne Darín e Sbaraglia

por Marcelo Seabra

Mais um longa argentino a conquistar grande público e chegar ao Brasil é Neve Negra (Nieve Negra, 2017). O suspense reúne alguns dos maiores nomes de hoje do Cinema do país: Ricardo Darín e Leonardo Sbaraglia, além de uma participação do veterano Federico Luppi. Num clima sombrio de isolamento, cercado por árvores e neve, conhecemos uma família marcada por segredos em vias de começar uma disputa por herança.

Sbaraglia (que fez, com Luppi, o ótimo No Fim do Túnel, 2016) vive Marcos, um de quatro irmãos que iam sempre caçar, tradição da qual o pai fazia questão. Uma tragédia os afasta e, anos depois, após a morte do pai, Marcos volta à região para reencontrar o irmão mais velho, Salvador (Darín, de Relatos Selvagens, 2014). Eles precisam decidir o que fazer com a casa e o chalé que herdaram, e a conversa não será fácil. Marcos e Salvador ficaram mais de vinte anos sem se verem e muita coisa virá à tona. Luppi (abaixo) vive o advogado e amigo da família, que tenta mediar a situação.

Depois de dividir a direção de O Sinal (La Senal, 2007) com o amigo Darín, Martin Hodara assume seu primeiro longa sozinho. Com roteiro assinado por ele e Leonel D’Agostino (de Caída del Cielo, 2016), Hodara demonstra ter um bom domínio de câmera e sabe conduzir a tensão crescente. As reações dos personagens são compreensíveis e, à medida em que a ação se desenrola, entendemos melhor o que se passa. Laura (Laia Costa, de Palmeiras na Neve, 2015), a esposa de Marcos, ganha mais destaque e completa um trio bem interessante de se acompanhar.

Ambientado na Patagônia argentina (mas filmado nos Pireneus, no Principado de Andorra), Neve Negra faz um ótimo uso do cenário. A fotografia de Arnau Valls Colomer (de Tarde para la Ira, 2016) consegue tornar um terreno aberto claustrofóbico, dando a impressão de que os personagens estão cercados pela vegetação e não poderão sair. Marcos, com sua vivência na Espanha, parece não se adaptar novamente ao chalé, enquanto Salvador está exatamente onde deveria, num local que combina com a personalidade dele.

O elenco prestigiou o lançamento do filme

Sobre opipoqueiro

Marcelo Seabra - Jornalista e especialista em História da Cultura e da Arte, é o criador de O Pipoqueiro. Tem matérias publicadas esporadicamente em sites, revistas e jornais. Foi redator e colunista do site Cinema em Cena por dois anos e colaborador de sites como O Binóculo, Cronópios e Cinema de Buteco, escrevendo sobre cultura em geral. Pode ser ouvido nos arquivos do podcast da equipe do Cinema em Cena. Twitter - @SeabraM
Esta entrada foi publicada em Estréias, Filmes, Indicações e marcada com a tag , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*