Skip to main content
 -
Ricardo Kertzman nasceu em 1967. Um homem inquieto, irrequieto e inundado de sentimentos.

Bolsonaro age como biruta de aeroporto, mas o que importa são o rosa e azul

Ou a grande imprensa e opinião pública não enxergam um palmo à frente, e dão mais importância à futricas de beira de tanque, que a assuntos verdadeiramente relevantes, ou eu sou tremendo de um chato (neurótico com questões fiscais, econômicas e de ordem judicial) e estou mais preocupado com a falta de rumo demonstrada pelo Presidente Eleito, em sua primeira semana de trabalho, que com as merdas que ministros e artistas globais produzem no Twitter e no Facebook.

Leia Mais

Jair Bolsonaro toma posse. Que não repita seus dois últimos antecessores

Que Jair Messias Bolsonaro lembre-se, todos os dias, durante os próximos quatro anos, destes dois “primeiros de Janeiro” que citei acima. Que lembre-se de Lula e Dilma. Que lembre-se, tintim por tintim, de tudo o que essa dupla maldita produziu. Que lembre-se do destino de ambos: um na cadeia, outra a caminho. Mas que lembre-se, sobretudo, do povo brasileiro. E que apiede-se dele. Que tenha compaixão por quem não suporta e nem merece mais sofrer. E que seja um excelente, quiçá o melhor presidente que este país já teve.

Leia Mais

O PT: lamúria e boicote à posse de Bolsonaro. Artigo de Bady Curi Neto

Porém trago uma notícia, vista nas redes sociais, que o PT está pensando em fazer uma posse simbólica do condenado Lula, em Curitiba. Neste aspecto tenho que dar a mão a palmatória para sua coerência. Afinal de contas, o Tríplex não era dele, as obras do sítio de Atibaia não foram para seu benefício e a posse, verdadeira, também não é dele.

Leia Mais