“Frescão” da Cidade Administrativa será substituído por novas linhas do Move

Publicado em Move, ônibus executivo, Transporte urbano
Euler Júnior/EM/D.A Press 16/10/2012
Euler Júnior/EM/D.A Press 16/10/2012

Implantado em setembro de 2012 como opção de comodidade aos usuários de automóveis, o serviço de ônibus executivo de Belo Horizonte tende a dar passagem para o Move. Uma das duas únicas linhas da frota de pouco mais de 10 coletivos que oferece dentre outros itens de conforto bancos estofados com apoio de braço, bagageiro, janelas escurecidas e televisão a bordo – além do ar-condicionado já presente no BRT –, a SE01, que liga a Cidade Administrativa à Savassi, teve aviso da extinção publicado no Diário Oficial do Município da última terça-feira (5). O documento do poder executivo municipal dá prazo de dois dias para pedidos de impugnação contra o assunto e cita ainda a transformação de uma linha convencional já existente, a 6030, e a criação de uma segunda linha, 6031, ambas operando nos corredores do Move, como substitutas para o “frescão” que hoje atende à sede do governo mineiro.

Além da SE01, a SE02 (Buritis/Savassi), é a outra linha executiva da capital. A baixa demanda de passageiros é um dos principais entraves para a operação do serviço: enquanto a SE01 transportava, em média, 770 passageiros/dia e mais de 15 mil/mês, a SE02 transportava em média 1.028/dia e mais de 20 mil/mês até o ano passado – a BHTrans não informou dados atualizados. O valor da passagem em ambas (R$ 6,90 e R$ 5,55 respectivamente) não ajuda – no BRT/Move, a tarifa custa R$ 3,70.

Em fevereiro do ano passado, a demanda reduzida já havia inviabilizado a única linha turística da capital. Implantada em junho de 2014 e readequada no mesmo ano, concentrando o atendimento nos fins de semana, a ST01 (Circuito Turístico Centro-Sul) utilizava o mesmo modelo de ônibus das SEs, percorrendo pontos como o Mercado Central e a Praça da Liberdade. A média de passageiros da ST01 era irrisória: dois por viagem.

Euler Júnior/EM/D.A Press 16/10/2012 “Frescões” tem poltronas estofadas e vidros escurecidos

Perguntados pelo blog, BHTrans e Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH) ainda não confirmam as alterações e as razões que levaram à extinção da SE01. A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte se limitou a dizer que realiza um estudo para melhorar o atendimento do transporte coletivo da Cidade Administrativa. “Esse trabalho acontece a pedido da Intendência da Cidade Administrativa e eventuais ajustes nos atendimentos serão divulgados, com antecedência, aos usuários” afirma a BHTrans. Quatro empresas de ônibus circulam com apenas seis ônibus na SE01: Globo, Sidon, S&M e Milênio (esta última, com três coletivos).

Euler Júnior/EM/D.A Press Baixa demanda e alto valor da tarifa são entraves
Euler Júnior/EM/D.A Press 16/10/2012 Baixa demanda e alto valor da tarifa são entraves

NOVAS LINHAS Ambas as linhas que substituirão a SE01 serão semidiretas, ligando a Cidade Administrativa ao Hipercentro de BH pelas Av. Cristiano Machado e Antônio Carlos, com pontos finais na Savassi e na Av. Augusto de Lima, na região do Barro Preto. A 6030 (Cidade Administrativa/Savassi via Hospitais) seguirá pela Av. Cristiano Machado, com parada dentro da pista exclusiva apenas na Estação Minas Shopping e ponto final na Rua Professor Moraes, 139 – mesmo local onde hoje para com ônibus convencionais –, atendendo a Região Hospitalar. Fora da pista do BRT/Move em direção à Savassi, a 6030 começa a embarcar e desembarcar na Av. Francisco Sales, seguindo pelas Av. Brasil, Carandaí, Rua Rio Grande do Norte, Afonso Pena e Getúlio Vargas, até chegar na Rua Professor Moraes. No trajeto inverso utilizará as Av. Afonso Pena, Professor Alfredo Balena e Bernardo Monteiro, com trecho direto a partir da Av. Cristiano Machado, conforme as informações especificadas no DOM.

Já a linha 6031 (Cidade Administrativa/Centro) seguirá pela Av. Antônio Carlos com paradas dentro do corredor apenas na Estação Pampulha e Senai. As paradas nos pontos de ônibus em direção ao Centro começam na Rua Rio de Janeiro, seguindo pela Av. Santos Dumont, Praça Rio Branco, Av. Paraná, Rua Padre Belchior e Rua Curitiba, até o ponto final na Av. Augusto de Lima. O retorno será pela Av. Paraná, Praça Rio Branco, Av. Santos Dumont (inicia trecho direta), Rua Espírito Santo e Av. do Contorno.

FROTA DA 62 e 66 Para operar as linhas 6030 e 6031 com veículos do Move, o Consórcio Pampulha pretende concluir alterações nas linhas 62 (Estação Venda Nova/Savassi via Hospitais) e 66 (Estação Vilarinho/Centro/Hospitais via Cristiano Machado), com a criação de sublinhas. Haverá realocação de coletivos de ambas as linhas para atendimento às novas linhas da Cidade Administrativa nos horários de pico da manhã e tarde.

18 comentários para ““Frescão” da Cidade Administrativa será substituído por novas linhas do Move

  1. SEMPRE UMA MESMA PERGUNATA COMO FICAM OS MORADORES DA FLORESTA QUE JA ANDAM O UM BOA DISTANCIA PRA EMBARCAR NA CONTORNO EM FRENTE A IGREJA NOSSA SENHORA DAS DORES ,POIS PELO QUE SABEMOS ,BALDIAÇOES NÃO FACILITA E NÃO ADIANTA A VIDA DE MINGUÉM,SÓ SE FOR PARA PESSOAS QUE NÃO UTLIZAM ESTE TIPO DE CONDUÇÃO??????????CIDADE ADMINISTRATIVA ,LOCAL DE PÉSSIMO ACESSO,CADA DIA MAIS DIFICIL PARA USUÁRIOS……

  2. SE A NOVA LINHA NÃO PARAR NOS CORREDORES DA AV CRISTIANO MACHADO, NÃO VAI RESOLVER A SITUAÇÃO DE MILHARES DE SERVIDORES. TERIA DE TER OPÇÃO DE PARAR NOS CORREDORES DO MOVE NA CRISTIANO MACHADO. TRATA-SE DE MUITOS USUÁRIOS.

  3. Os servidores da Cidade Administrativa que utilizam o transporte coletivo, merecem mais respeito. A exclusão de qualquer linha que acesse a CA é de muito comprometimento por parte da BHtrans. È necessário que as alterações sejam feitas com aquiescência dos usuários para que não sejam prejudicados.
    O aviso de alteração deveria ser feito com antecedência suficiente onde os usuários possam procurar alguma forma (o que é difícil) de acessar a CA.

  4. Já passou da hora de ter um ônibus direto para a CA. Absurdo ter ônibus até para jogo no Mineirão e não ter um ônibus para o servido. Aliás, só tem o 6030…para quem mora na Savassi. Quem mora em outros locais fica prejudicado.

  5. A minha opinião é que o move 6030 tenha paradas em todas as estações do move da Cristiano Machado, e continue passando e parando em todos os pontos atuais do bairro Floresta. Já a linha 6031 deve ter o mesmo itinerário e pontos do SE01.

  6. A Estação Minas Shopping não terá estrutura pra receber todos os funcionários. Mudança de péssimo gosto por parte da Intendência da CAMG e da Prefeitura (BHTrans). PT E PSB nunca mais!

  7. Um absurdo ! o 6031 não atende aos servidores que pegavam o SE01 ! Era preciso que o MOVE fosse para o mesmo trajeto do SE01 ! O 6030 não atende aos moradores do Santo Antonio, São Pedro e Sion ! Um absurdo uma mudança dessa sem qualquer consulta aos usuários da linha!!!

  8. O que adianta fazer alterações que não atendem aos usuários? Quem pega o ônibus no meio do caminho, continuará sem opção. Será que as pessoas responsáveis pelas análises disso acham fácil, que é fácil ter pegar 3 ônibus para deslocar de casa a CAMG diariamente, e ainda implantam essas mudanças que não ajudam em nada? Será que é tão difícil saber que tem usuários que não moram apenas no centro de BH, a grande maioria vem dos bairros?

  9. Porque não passam o se01 para move com o mesmo intinerario?Não fazem pesquisa com quem realmente usa o transporte…Não são apenas os funcionários da CA que usam o se01.Eu utilizo a mais de 3 anos.Falta de respeito como sempre….

  10. Passou da hora de colocar a linha 6031. Pois o frescão só atende o pessoal da savassi e a tarifa é muito alta. Tem que sair um MOVE do centro sim. Assim ninguém teria mais benefício que os outros.

  11. Acho que já saiu de circulação. Hoje fiquei uma hora no ponto da Pedro I, em frente ao supermercado BH (antigo Via Brasil) e nada! O aplicativo SIU Mobile avisava dos horários de saída da CA, mas nada de aparecer na avenida!

    1. Substituir o SE01 pelo MOVE (5106 + 63 ou 68) é uma falta de respeito. Convido a você, sr. Bruno para ficar no ponto da Praça da Liberdade entre 17:30 e 19 horas, de preferência, com uma máquina fotográfica em punho, pra ver como os MOVE 5106 passam! Não cabe nem pensamento! Falta de respeito total. Fizeram uma pesquisa entre os usuários, pelo menos? Claro que não! Usuário que se dane, né!

      1. Conheço bem a linha 5106. Vez ou outra embarco nela a noite. Sempre abarrotada de passageiros. Já passou da hora de contar com ônibus articulados ou aumento de frota.

  12. Era necessário a criação da linha 6031. Desde a criação do MOVE venho pegando de 3 a 4 ônibus para chegar a CAMG. Tenho que sair de casa 5:30 para chegar no horário. Esta nova linha só terá algum benefício se não houver muitas paradas. Achei bom como foi colocado, espero que não haja alteração.

  13. O ideal seria ter uma linha de onibus da Estação Pampulha até a Savassi . Atenderia a muitos trabalhadores. Por dia são tres ( casa/ estação Pampulha- estação Pampulha/UFMG e UFMG/Savassi) só na parte da manha. Desgate total. A linha de onibus que atende a Savassi (5106) é superlotada. Não vejo melhoria significativa

  14. O 6031 deveria fazer o mesmo itinerário do SE01.Não atende aos antigos usuários.Vocês da BH trans já fizeram o trajeto com os ônibus que vocês oferecem????deveriam fazer!!!Hoje pego 3 ônibus lotados para chegar a savassi.Chega a ser desumano.Não pensaram em deixar pelo meno o SE01 operando com 2 horários pela manhã e 2 a tarde????Na Cristiano Machado pelo menos tem mais linhas.E a Antonio Carlos??Colocaram o aviso 1 dia antes colado na lixeira.Quem não olhou pra lixeira….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*