BHTrans suspende fim do “frescão” da Cidade Administrativa

Publicado em Move, ônibus executivo, Transporte urbano
Euler Júnior/EM/D.A Press
Euler Júnior/EM/D.A Press

Depois de diversas críticas de usuários e até mesmo a criação de um abaixo-assinado na web, a BHTrans decidiu suspender a extinção da linha SE01 (Cidade Administrativa/Savassi), prevista para agosto. A medida, publicada no Diário Oficial do Município (DOM) do último sábado (16), tem validade temporária e contempla ainda o adiamento da criação das linhas 6030 (Cidade Administrativa/Savassi via Hospitais) e 6031 (Cidade Administrativa/Centro) do BRT/Move, que entrariam como substitutas do “frescão” – como o serviço de ônibus executivo de Belo Horizonte também é conhecido.

A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) afirma que a suspensão temporária atende pedido da intendência da Cidade Administrativa. Anteriormente, a data prevista para o término de operação da SE01 era 10 de agosto, quando as linhas do BRT começariam a rodar em caráter de teste, num período de 90 dias.

Funcionários do governo do Estado chegaram a ser informados sobre a mudança na operação das linhas na intranet e um jornal direcionado à comunicação interna da Cidade Administrativa.

Reprodução da internet Funcionários da Cidade Administrativa chegaram a ser informados das mudanças em comunicados internos da sede do governo

HISTÓRICO A extinção da SE01 foi publicada no Diário Oficial do Município do último dia 5 e dava prazo de dois dias para pedidos de impugnação, conforme revelou o FAIXA EXCLUSIVA. A frota de pouco mais de 10 coletivos oferece dentre outros itens de conforto bancos estofados com apoio de braço, bagageiro, janelas escurecidas e televisão a bordo, além do ar-condicionado já presente no BRT, com tarifa de R$ 6,90. A demanda de passageiros, contudo, é considerada baixa pelas empresas de ônibus para a manutenção do serviço.

Em fevereiro do ano passado a demanda do serviço executivo já havia inviabilizado a única linha turística da capital: a ST01 (Circuito Turístico Centro-Sul), que utilizava o mesmo modelo de ônibus e percorria pontos como o Mercado Central e a Praça da Liberdade. Além da SE01, a SE02 (Buritis/Savassi), com tarifa de R$ 3,70, é a outra única linha existente no serviço de ônibus executivo da capital mineira.

2 comentários para “BHTrans suspende fim do “frescão” da Cidade Administrativa

  1. A transformação da linha 6030 em move também foi muito questionada, pois o bairro Floresta e os que margeiam a Cristiano Machado ficariam sem atendimento, sendo esse o público da linha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*