Dois pra lá, dois pra cá

Publicado em 1 Comentárioblogueiros
Publicado em 1 Comentárioblogueiros

A gente foi lá para conversar e ouvir boa música, o que já era um bom programa. Mas foi muito melhor do que poderíamos imaginar. Reunimos um grupo de amigos no início da noite de uma sexta-feira já distante e escolhemos uma mesa bem em frente ao pequeno palco armado no quarteirão fechado de uma rua da Savassi. Logo que […]

Atenção e beleza

Publicado em 3 Comentáriosblogueiros
Publicado em 3 Comentáriosblogueiros

Tudo me ensina, portanto tudo me acalma. Sei, por experiência, que a atenção é minha vacina para não adoecer. Se distraído estivesse, o enredo dos enfrentamentos, agressões e disputas nas redes sociais me contaminaria os olhos, depois os sentidos e, em seguida, o mundo percebido desde meu posto de observação. E, assim, essa crise de versões apaixonadas invadiria minha vida, […]

O jagunço, a bailarina, o travesti e o presidiário

Publicado em 4 Comentáriosblogueiros, Sem categoria
Publicado em 4 Comentáriosblogueiros, Sem categoria

Era sábado de carnaval, já perto do meio-dia, quando o ônibus parou para um lanche na pequena rodoviária de uma cidade situada bem no meio de coisa nenhuma. O jagunço, a bailarina, o travesti e o presidiário, todos muito bem caracterizados, desembarcaram em animada conversa. Ao tocarem os pés no piso da plataforma de embarque, foi como se a folia […]

Capitão Sujeira e o cozinheiro chinês

Publicado em 1 Comentárioblogueiros
Publicado em 1 Comentárioblogueiros

João Ribeiro faz de sua vida uma grande história. Conto aqui uma pequena parte, com alguns adereços meus pois que não conheço todos os detalhes. Entre os que julgava saber, ele corrigiu um – a profissão do chinês do título -, mas decidi manter o erro original por puro apego. Cozinheiro me parece mais poético e instigante que motorista. Não faço, […]

Ruy, o revolucionário

Publicado em 2 Comentáriosblogueiros
Publicado em 2 Comentáriosblogueiros

O texto de hoje é uma homenagem a um amigo querido, uma pessoa sem métricas, original e bom. “Um anjo”, define quem bem o conhece, Maria Clara Prates. E concordamos todos nós a quem ele tem alegrado com sua presença.  O nome dele é Ruy, mas na faculdade era conhecido como Liberruy, uma referência à sua opção maiúscula e em […]

Vagalumes

Publicado em Deixe um comentárioblogueiros
Publicado em Deixe um comentárioblogueiros

Você se lembra dos terrenos baldios cobertos de capim e dos porcos que perseguíamos, transformados eles em hipopótamos ferozes e nós em desbravadores destemidos? E da velocidade que alcançávamos correndo sobre as pedras à beira-mar, a habilidade extrema, a sensação de pleno domínio sobre o corpo, a liberdade? Lembra de quanto éramos intensos e felizes? As aventuras sobre os muros, […]

Oração de ano novo

Publicado em 3 Comentáriosblogueiros
Publicado em 3 Comentáriosblogueiros

Nesta passagem de ano não darei sete pulinhos sobre as ondas para que meus desejos sejam realizados em 2017, não escreverei uma lista de intenções nem jogarei flores a Yemanjá em nome da esperança. Ao contrário, nesta noite de ano novo eu me quero desesperado: não sobrecarregar mais amanhã com os afazeres de agora, não esperar mais. Desesperar. Quero um […]

Conto de Natal

Publicado em 2 ComentáriosSem categoria
Publicado em 2 ComentáriosSem categoria

Ele era um homem de riso aberto, expansivo. Ela, terna, de poucas palavras. Quando o marido recebeu a primeira missão e saíram pelo mundo, já tinham cinco filhos, todos pequenos. E era tal seu poder de conciliação e tamanha a capacidade de encontrar soluções para não deixar nenhuma parte desassistida que ao primeiro êxito outros desafios foram dados. E muitos […]

Bordados de ficção sobre a realidade

Publicado em 2 Comentáriosblogueiros
Publicado em 2 Comentáriosblogueiros

Por estas terras tão iniciais, a ficção – seja novela, filme ou futebol – carrega a tarefa de completar a realidade. As aparências, liberadas para uso sem moderação, tomam formas inesperadas, embora sejam sempre assim, cores que não combinam. Feito embrulho de coco com garrafa de pinga, impossível de fazer. E não é assim? Apois, se achegue, prove deste biscoito […]

Um vento atravessado

Publicado em Deixe um comentárioblogueiros
Publicado em Deixe um comentárioblogueiros

Num certo dia perdido no tempo, o sujeito cruzou os braços e olhou para o horizonte. Observou por alguns minutos e foi embora, certo de que conhecia muito bem o que via, entediado demais com a falta de novidade, oprimido pela sensação de vazio contida na extensa paisagem. E voltou para casa como todos os outros dias: um animal a […]