Skip to main content
 -
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

Só nos resta agora lutar contra outros vexames

 

Crédito: UAI

Passada a tempestade, agora é tentar ver o que podemos salvar e seguir em frente. Entre os 20 clubes da série A, dez deles estão envolvidos em outras competições, sendo que dois – Grêmio e Botafogo – ainda seguem nas Copas Libertadores e do Brasil. Os demais estão nessas duas disputas ou na Sul-Americana. Vale dizer, nessa esparrela que nos meteram, que o Galo se nivelou a Atlético-GO, Atlético-PR, Avaí, Vitória, Bahia, Vasco, Coritiba, onde estão até Palmeiras e São Paulo. Todos apenas no Brasileirão.

As eliminações para Botafogo e Jorge Wilstermann, ambas, foram vexatórias. Na Copa do Brasil, um magro um a zero em casa, para depois tomar de três no Rio de Janeiro. Se fizesse um golzinho lá, as coisas seriam diferentes. Como gol é algo que nossos atacantes desaprenderam a marcar, com os bolivianos foi ainda mais melancólico. Dois jogos, ou seja, 180 minutos sem marcar um único tento num time que, com todo respeito, é semiamador.

Agora, depois desses desastres, o que o Atleticano pede e exige é uma única coisa: respeito! Essa balela de G-4 ou G-6 está muito distante, ainda mais que a segunda possibilidade pode e deve encolher para o preenchimento das vagas. A décima-quinta colocação é muito desconfortável para um time que iniciou a temporada com expectativa de grandes títulos. Com exceção do Mineiro, o resto está descartado.

Crédito: UAI

O Campeonato de Minas Gerais, pela fragilidade dos adversários, fortaleceu a ilusão de que tínhamos um grupo forte. Lideramos de ponta a ponta e na final, como era esperado, vencemos com relativa facilidade. No Brasileiro, por coincidência, nosso melhor resultado foi exatamente em cima do mesmo adversário da final do regional. Deu-se a falsa impressão de um grupo forte. Depois, só resultados que, jogo a jogo, vêm deixando o Atleticano ainda mais desconfiado e temeroso.

Agora, hoje, exatamente neste domingo, dia dos pais, o Galo tem que mostrar reação. O Flamengo, na verdade nosso grande rival e o maior clássico de todos os tempos do futebol brasileiro, será um verdadeiro teste ao que pode nos esperar daqui para frente. Vencer hoje é fundamental para fugir do risco iminente do Z-4. Depois, vamos fazer dois jogos fora, Fluminense e Ponte Preta. O primeiro nos derrotou em casa e o segundo arrancou um sinistro empate. Na sequência, o Palmeiras, em Belo Horizonte, que igualmente ao Galo busca reagir, embora ocupe a cômoda quarta posição.

Crédito: UAI

Nosso adversário de hoje traz grandes e doídas recordações. Foi para esse time do Rio de Janeiro, em 1980, com lambanças dos juízes nos dois jogos da decisão – especialmente José de Assis Aragão na segunda partida – que perdemos o título nacional. No ano seguinte, no maior de todos os escândalos, foi a vez de José Roberto Wright eliminar o Galo da Copa Libertadores, num vexame da arbitragem no Serra Dourada.

Por outro lado, sem a ação dessa suspeitíssima ação oficial e global, em 2004, com direito a gol de Mexerica, goleamos o rubro-negro por 6 a 1. Depois, nas semifinais da Copa do Brasil de 2014, após sermos derrotados na ida por 2 a 0, voltamos para Belo Horizonte e vencemos por 4 a 1, de virada. Com direito a locutor da emissora oficial da CBF ensaiar deboche ao Galo, com o famoso “classificadaço”. Saímos perdendo e viramos na medida exata e necessária. Recentemente, foi a vez do nosso sub-20, que foi ao Rio de Janeiro e deu a primeira volta olímpica no novo “Ninho do Urubu”.

Que os nossos valorosos ($$$) jogadores do time atual mirem naqueles guerreiros e mexericos de tempos passados e nos garotos do presente, brindando-nos neste dia dos pais com sinais de plena e total recuperação. Recuperar não o futebol, pois todo o grupo sabe e reconhecemos o seu potencial, mas deixar de lado a soberba e colocar à mostra que tem vergonha na cara!

Publicidade

33 comentários em “Só nos resta agora lutar contra outros vexames

  1. Agora de cabeça fria, é preciso ter cautela no que vamos fazer daqui pra frente. O estrago já foi grande, e poderá piorar se não sairmos logo desta zona de desconforto. Presidente e jogadores falaram que o objetivo é o G6. Pura propaganda e demagogia, porque no fundo, no fundo o medo é não atingir os 46 pontos. Ah! Mas nós temos elenco pra sair desta. Negativo! O que nós temos é um amontoado de jogadores ou pseudo jogadores, capitaneados por um aspirante a técnico, que recebem polpudos salários, e não estão tendo competência, e nem vontade para sair da atual situação. E não me venham mais com esta de poupar jogadores, a hora é de sacrifício p@#&!.
    Nosso aspirante a treinador vive pedindo apoio da torcida como se fosse necessário, e como se ela (a torcida) fosse o antídoto para curar todo o mau. Alguém precisa falar pra ele, que apoio é importante sim, mas é uma ação psicológica, e neste momento o que mais precisamos e de ação física, dentro de campo jogando com raça, vontade e comprometimento, e isto está nas mãos dele e de seus comandados. Eles, juntamente com a diretoria e comissão técnica, nos colocaram nesta situação, e foram causadores do rompimento torcida x time. Agora cabe a eles resgatar esta relação mostrando dignidade e acima de tudo vergonha na cara, para que possamos sair o mais breve possível desta incômoda situação.

  2. O Galo é uma nau sem rumo

    Para o jogo de quarta-feira eis que surge dentre os jogadores relacionados o nome de Fred. Alguém aí viu ele fazendo o famoso trabalho de transição em campo? Pelo menos eu não me lembro. Não que Fred seja um primor de luta e entrega (apesar de ser muito melhor nesse quesito que seu companheiro de altíssimos salários), mas viu-se nitidamente que no empate com seu Jorge Fred aparentava estar fora de sua melhor condição física.

    E hoje, não joga. Machocou-se quarta? Não. Portanto, conclui-se o óbvio, foi colocado sem melhores condições de jogo. Medida desesperada para tentar salvar o ano da diretoria. Com a conivência dos questionáveis departamento médico e preparação física.

    Tudo, tudo errado. A falta de convicção no que se faz começa na sala da presidência. Estamos viajando num avião em que nenhum de nós sabe se o piloto tem preparo para pousa-lo. Os co-pilotos, companheiros de diretoria, também estão perdidos, mais preocupados em ofender em redes sociais aqueles que criticam Nepomuceno do que ajudar a estabilizar esse avião em queda franca.

    Talvez assim ajam porque têm plena convicção de manterem mais um mandato frente ao clube. Além de terem imagem ligadas à Alexandre Kalil, disparadamente o maior presidente que o clube teve, brigam contra uma oposição fraca e incompetente, de triste lembrança.

    Cenário sombrio. Acomodação, incompetência, falta de recursos financeiros (minha teoria para explicar as recentes desastrosas decisões e a inércia da diretoria) nos deixam preocupados com a possibilidade real de um fracasso maior no final do ano. É exatamente a fórmula que foi usada em tantos outros grandes times que também fracassaram em anos anteriores.

    Assim, nosso papel é fundamental. Não podemos deixar pra última hora a cobrança que pode ser feita hoje. Todos sabem qual são as soluções para dar uma sacudida no plantel. A primeira já foi tentada e não resolveu :a troca de treinador. A próxima, também nos parece obvia: afastar-se jogadores de alto custo e baixo desempenho.

    Quando Kalil contratou R10, o fez com o jogador em baixa, aceitando um salário considerado baixo acrescido de adicionais por desempenho. Ao fechar contrato com o craque, Kalil chamou à sua sala o capitão do time Léo Silva e o mostrou o salário de carteira de R10, provando ao plantel que nem esse ganharia proventos desproporcionais ao demais.

    Nepomuceno não fez isso no caso de Robinho, seduzido pela falsa promessa de ajuda financeira da DryWorld. Promessa feita por palavras, já que não há notícias tentativa de ressarcimento judicial. Depois cometeu o mesmo erro com Fred, diferenciando, em muito o salário de ambos em relação ao restante do plantel

    Em minha opinião, esse foi só o prólogo do fracasso

  3. Hoje é dia dos pais e como pai posso pedir uns presentinhos? Fora nepumuceno, Fora Robinho, Fora Fred, Fora Micale, Fora Carioca, Fora MR, Fora Erazo, Pablo, Valdivia, Marrone, Felipe Santana, Fábio Santos.

  4. O fato da morte de Maluf é natural. Agora, temos que ter alguém que pense além das finanças e procedimentos administrativos. Temos que ter alguém que saiba conduzir os problemas humanos. Nepomuceno não tem essa capacidade. Não é culpa dele. É bom em outras muitas coisas, mas esse lado humano é essencial.

  5. Eduardo, esse esse arremedo de técnico e o imbecil, isso mesmo, imbecil do falso presidente, pedem o comparecimento da torcida, mas se você ou qualquer outro torcedor olhar os nomes dos jogadores que foram chamados para o jogo contra o urubu mulambo, encontrara Felipe Santana e Pablo, não vou, isto é deboche para com os torcedores, enquanto esses dois estiverem no galo, não assisto jogo, não vou ao campo, não compro camisa, fui.

  6. Caro Eduardo, bom dia, bom domingo.
    Li ontem, num site da globo, a seguinte manchete : micale diz que robinho quer dar uma resposta á torcida.
    Sinceramente, caro Eduardo , uma notícia desta , saindo da boca de um aspirante a treinador de time profissional , se assemelha a uma piada pronta , um absurdo. E chego a seguinte conclusão: para ser treinador de futebol, além de conhecer estratégias e táticas , a pesssoa deve ter o mínimo de inteligência : como uma declaração inoportuna desta , depois destes estragos acontecidos não pode ser encarado como chacota?
    Este mesmo micale , que jogando contra o botafogo no Rio , com o placar a favor , abriu o time(time????) e no minerão contra o poderoso jorge coloca tres volantes, precisando ganhar.
    micale, não sei em que planeta voce vive, meu amigo, acabaram os campeonatos em disputa, desavisado senhor, nosso ano foi para o ralo e hoje o atleticano espera o final do ano chegar, para assistir de camarote, com pompa e festa, o desembarque destes pilantras da cidade do Galo, torcendo e muito para que não causem mais estragos.
    Corra de microfones, trabalhe este bando de mercenários , para nos deixar numa posição digna na tabela, quando cuca chegar , assumir e montar um time vencedor.

    ;

  7. Bom dia.
    Enquanto a torcida do GALO não aprender a cobrar, vai ser isso. Campanhas para lotar estádio é feita sempre ( tá certo tem que apoiar). E pra cobrar quando será feito? Não estou falando que a culpa é da torcida.

    1. Esse é o meu pensamento, só discordo de vc dizer que a culpa não é da torcida. Ela tem culpa sim, é a msm coisa de dizer que os políticos fazem cagada e o povo que vota não tem culpa. Temos culpa de ser uma torcida passiva , acomodada . Só um exemplo, Robinho perde um pênalti ridículo contra o grêmio e torcida canta o nome do cara antes dele entrar em campo contra o jw. Vamos comparar com pato no Corinthians. Torcida não quer ver ele nem pintado por lá. Venho alertando que o time é fraco , lento e improdutivo há muito tempo e os cegos atleticanos me xingando. Micale é pior q o Roger. Não bota moral no grupo e não entende de tática. Quarta time só tinha jogada de bola na área e ao invés de botar o He man me coloca Otero??? E nem precisa pedir a torcida organizada para protestar, pq essa turma aí só quer saber de ingresso de graça !!!!!

  8. O comentário não foi todo. Agora segue completo.
    Estamos aproveitando este espaço para falar sobre o declínio “anunciado” do Galo. Tudo começou com a doença de Eduardo Maluf. Desde o ano passado não existe no Atlético uma pessoa que conduza os problemas internos e externos com a maestria de Maluf. Nas demissões de Marcelo Oliveira e de Roger, na véspera de jogos decisivos, faltou alguém pra botar os pés no chão e pensar na solução do problema. No caso de Roger, acho que deveria ter esperado o jogo contra o Botafogo. Se perdesse, demitia. Se não, permanecia. Não se pode jogar um trabalho fora, ainda mais do sério Roger, que recusou convites de Corinthians e Flamengo em meio de temporada.
    Nesse meio tempo também tivemos a contratação do Fred (ótimo jogador, artilheiro por onde passou). Mas, no momento da contratação tínhamos Pratto (ídolo) e Rafael Moura. Robinho jogava com o protagonismo desejado. Com a vinda do Fred, Robinho foi deslocado pra esquerda, o que derrubou seu futebol, que já não é mais de velocidade, e Pratto teve que ser vendido.
    Agora, pra finalizar, o que o Micale vez no jogo contra o Corinthians foi inadmissível. Jogo em rede nacional, diga-se. Recém chegado ao comando, sacou Robinho (que tem em seu Curriculum suas históricas partidas contra o time do Parque São Jorge) e colocou nada menos que Pablo (quem?), preterindo até Otero, que seria o substituto natural de Robinho na ocasião.
    O fato da morte de Maluf é natural. Agora, temos que ter alguém que pense além das finanças e procedimentos administrativos. Temos que ter alguém que saiba conduzir os problemas humanos. Nepomuceno não tem essa capacidade. Não é culpa dele. É bom em outras muitas coisas, mas esse lado humano é essencial.

  9. Hoje começamos uma série de quatro partidas difíceis e que vão determinar o nosso norte no BR17, penso que devemos jogar com cautela, não é retranca, apenas com mais cuidados defensivos já que nossa defesa virou uma grande peneira, pois bem, lutar p/posse de bola e sair rápido nos contra ataques agora Micale por favor arruma um esquema que proteja mais o MR ou então jogue ele p/o meio de campo porque essa avenida há muito vem nos derrotando.

  10. Bom dia a todos. Feliz dia dos pais. Como pai atleticano, espero uma vitória hoje, com um placar que nos anime a esperar o ano de 2018 mais brilhante do que este. Aqui é GALO……

  11. Caro Eduardo e atleticanos e atleticanas de verdade, você falou tudo!!!!!!! Exigimos respeito ao Clube Atlético Mineiro…. O respeito dos adversários só vai voltar quando os nossos jogadores mostrarem (o que não fizeram até hoje) respeito ao clube e à torcida que pagam seus polpudos salários…. Que o nosso presidente tenha a dignidade e humildade de reconhecer que errou, e muito, e pare com essa balela de “G6 é obrigação”, copa do Brasil e classificação na Libertadores também eram e deu no que. Nossa preocupação é continuar na série A e recomeçar do zero em 2018, com um novo presidente. Que ele tenha a decência de entregar ao seu sucessor, pelo menos o Galo na primeira divisão.

  12. Vejam só o time titular do Corinthians na rodada passada:

    Cássio (30 anos)
    Fágner (28 anos)
    Balbuena (25 anos)
    Pedro Henrique (21 anos)
    Guilherme Arana (20 anos)
    Gabriel (25 anos)
    Maycon (20 anos)
    Clayson (22 anos)
    Rodriguinho (29 anos)
    Angel Romero (25 anos)
    Jô (30 anos)

    Média – 25 anos. Time novo e extremamente obediente taticamente. Time sem craques, mas joga muito bem. Os atacantes voltam até a defesa para fazer o trabalho tão criticado de “secretário de lateral” e bloqueiam os ataques pelas laterais. O Angel Romero, é bom ressaltar, faz muito bem esse papel. É bom ver os exemplos que estão funcionando, o Galo não pode mais se dar ao luxo de jogar com atacante que não volta para marcar. Além disso, está na hora de rejuvenescer o time. É preciso encontrar bons jovens jogadores na base ou em outros times. Vejo como muito mal feito o trabalho de encontrar esse tipo de jogador. O Galo ultimamente tem contratado jogadores com idade mais avançada, e em alguns casos, já consagrados que não possuem tanta vontade de jogar futebol como os jogadores que estão em início de carreira. Na época em que chegou no Galo em 2014, o Levir Culpi fez esse trabalho de dar oportunidade aos jovens e colocar alguns jogadores na linha (não é mesmo, Tardelli?). Resultado: Campeão da Copa do Brasil.

  13. Nada está tão ruim que não possa piora. Com certeza o Daniel Nepomuceno vai piorar mais ainda a situação do Galo, alguém duvida? A arrogância dele está afundando o Galo. Como esse “presidente” assina um cheque de 13 milhões para comprar o Clayton? Dinheiro jogado no lixo. Como ele troca de técnico a cada 6 meses? Como ele acha natural dilapidar o patrimônio do Galo entregando 51% do Shopping a preço de banana? Não é o patrimônio dele, não é? Então ele vende. E por aí vai.

  14. Este rodrigo caio, enganador do sao paulo, acreditem, entregou mais um gol para as marias, este jogador já entregou de mao beijada, quatro jogos para as marias, parece convênio

  15. Será que estamos voltando para o passado tenebroso de alguns anos atrás? Esse presidente pode nos levar a isso… a torcida precisa se mobilizar, nem que seja para outro contra-golpe como fizemos com o Ziza. Esse grupo que está aí lembra muito os de 2006,2005. Um monte de cabeças de bagre, sem compromisso com o clube.

  16. Agora, tudo se resume a uma luta desesperada contra o rebaixamento. É muito triste para um time que um dia, não muito distante, foi campeão da Libertadores e hoje está mergulhado em horrores, dissabores e outras dores. Eu escrevi aqui sobre essa possibilidade, mas o meu comentário, desconheço a razão, não foi publicado e hoje esta realidade está cada dia mais “real”. Se perder hoje, já ficará a um passo, ou a um ponto da degola. Pelo que não está jogando, isto é perfeitamente possível.

  17. boa tarde Eduardo e massa,falou tudo,so nos resta agora e lutar para não cair,nao confio no estagiário presidente,nao confio neste estagiário treinador,nao confio nestes peladeiros que estão no galo,ok quero que chega os 45 pontos urgente para fazer um limpeza no galo,começando com o presidente estagiário,etc,reage galo,vai galooooooooooooooooooo.

  18. Não quero bancar o profeta do acontecido mas quando o time azul calcinha estava trazendo Sassá foi bem na época que o Galo trouxe o Valdivia eu sabia que estavamos levando desvantagem, e naquela época o botafogo estava pedindo pelo amor de Deus pra alguém levar o jogador de graça.

    1. Tá la na pocilga da “toca”, vê se as marias não perederam ela por lá. Mas olha direito as de 2016, 2015 e 2014 (junto com a copa do Brasil).
      E antes que eu me esqueça. CHHHHUUUUUUPPPPAAAAA MMMMMAAAAARRRRIAAAA!!!!!!!

  19. AQUI é GALO porraaaaaaa….!
    🎶urubuuuuú otaaaaaáriooooo…tua carniça foi prá casa do cara¥πoooô… urubuuuuú otariooooô…
    VAMU meu GALO ! Vencer vencer vencer este é o nosso ideal…
    Ganhar do framerda é bom,preGALO na parede melhor ainda… Saudações e um abraço Alvinegro à todos os pais Atleticanos ou não…. GALOOOOOOOOOOÔ

  20. Que isso, Maria? Acha que engana alguém se passando por João? Só se for aquele jogador de saia que o Dadá perguntou: uai, o joãozinho virou maria? Porque ‘uma vez maria, sempre maria’. Ah, o Hernandes manda lembrança, kkkkkkkkkk.

  21. Boa noite! Alguns comentários pontuais:
    1. O time demonstrou mais vontade e maior repertório de jogadas contra o urubu. Ufa! Reconheçamos que isso é mérito do Micale e de um pouco mais de vontade demonstrada pelos jogadores.
    2. O Luan foi, para mim, o destaque pela demonstração de gana… como sempre.
    3. O juiz foi péssimo e prejudicou o Galo com a marcação de algumas faltas. Mas o Vitor levar 11 segundos para repor uma bola é uma absurdo!
    4. Parte do fracasso do Galo na temporada se deve à má preparação técnica e física dos jogadores. O rendimento da maioria está muito abaixo do normal.
    5. Faixa pedindo a saída do André Figueiredo deve ter uma motivação que desconheço. Do contrário, a turma que fez tal protesto deveria comprar mais pano e dirigir o texto a mais pessoas. Não sou admirador do André Figueiredo, mas, salvo alguma razão que desconheço, não compreendi o direcionamento da crítica a ele exclusivamente. Afinal, se os problemas do Atlético tivesse origem nas ações ou falta de ação do André Figueiredo, seria muito simples de resolver.
    6. Fico pensando, o Corintians revelou o Maicon, o Galo revelou o Yago. Dificil demais…
    7. He-man é ruim pra caramba.
    8. O Marcos Rocha resolveu jogar um pouco melhor… Esse jogador me parece ser uma das laranjas podres desse elenco,
    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*