Skip to main content
 -
Defender, comentar e resenhar sobre a paixão do Atleticano é o desafio proposto. Seria difícil explicar, fosse outro o time de coração do blogueiro. Falar sobre o Clube Atlético Mineiro, sua saga e conquistas, torna-se leve e divertido para quem acompanha o Galo tem mais de meio século. Quem viveu e não se entregou diante de raros momentos de entressafra, tem razões de sobra para comentar sobre a rica e invejável história de mais de cem anos, com o mesmo nome e as mesmas cores. Afinal, Belo Horizonte é Galo! Minas Gerais é Galo! O Brasil, as três Américas e o mundo também se rendem ao Galo.

O Torcedor quer respostas

Crédito: Bruno Cantini/Atlético

O mau humor tomou conta do Atleticano. Nas ruas e nas redes sociais, por onde pude conversar e observar, ninguém consegue relevar o péssimo desempenho do time do Galo nas últimas partidas. Nem por isso o Torcedor abdica de sua verdadeira e imorredoura paixão. Revoltados, mas jurando fidelidade eterna.

Também, convenhamos, num grupo da Copa Libertadores onde era fácil fazer 15, 16 e até 18 pontos, o time conquistou apenas quatro de nove possíveis. Na estreia, um empate frente ao Godoy Cruz (time da segunda prateleira do futebol argentino). Depois, atropelamos o boliviano Sport Boys, num jogo dramático e que por pouco não virou tragédia. No Paraguai, a derrota sobre o desconhecido Libertad. Até então, desempenho pífio. Para não dizer da Primeira Liga e do Estadual. Fomos líderes do Campeonato Mineiro, mas as duas últimas partidas deixaram a desejar.

O Galo é o segundo colocado, atrás do Godoy Cruz e com a mesma pontuação do Libertad. Agora, no segundo turno, os dois principais concorrentes precisam vir a Belo Horizonte. Na Bolívia, enfrentaremos o lanterna Sport Boys. O time deverá passar da fase de grupos. Já não se pode ter qualquer segurança, mas ainda é possível. É necessário comprometimento e trabalho. Nem precisa daquela imbecilidade de treino secreto. Trabalho, mesmo, é sob as vistas de quem quer que seja.

A amiga Marina Capachi Nogueira Soares, do GaloSalvador, que recentemente retornou a Belo Horizonte, desabafou: “Que situação! Saímos de ‘vamos ser campeões’ para ‘dá pra passar’. Vamos rir para não chorar”. O leitor Igor Alves, seguido pelo magistrado e conselheiro Rogério Souza, deixou de lado a ironia e foi taxativo. Ele não defende a mudança de comando, admite que as condições de jogo (chuva) atrapalharam, sem “mascarar” o momento do time Atleticano. Chutes de longa distância e rebote foram fatores decisivos para quem tem Fred como atacante.

A opinião deles e de outras centenas comprovam que o Torcedor está insatisfeito. A maioria defende a continuidade do treinador, mas desde que exista compromisso com a Massa. A apatia vista nas últimas partidas não será mais admitida, sob risco de acontecer um terrível distanciamento entre o campo e a arquibancada. O Galo sempre arrancou grandes resultados e viradas épicas, motivados pelos gritos externos ao gramado. Nosso amiGalo Jorge 19 resumiu: “Não nos decepcione. Nós não os decepcionaremos”. O aviso foi para jogadores, comissão técnica e diretoria.

Crédito: Bruno Cantini/Atlético

Quanto ao incondicional apoio dos jogadores ao treinador, sendo ele real, é mesmo momento de se abraçar. O título do Mineiro e a classificação seguida de primeiro lugar na Copa Libertadores são necessários. Qualquer coisa diferente disso pode ser considerada vexame. Comam grama, se preciso. Quanto à faísca que falta, conforme manifestou o jogador Elias, se a Torcida Atleticana não está dando essa combustão, não sei de onde virá esse fogo para fazer a engrenagem funcionar. Jogadores comprometidos com resultados têm essa faísca. Ela vem da Massa. Pergunte ao Luan!

Vamos pegar a URT com arbitragem de Igor Junio Benevenuto. Confesso que me preocupo. Nada contra, nem o conheço, mas ele tem sido infeliz nos jogos que comanda dos dois times mineiros que chegaram à frente. Enquanto foi rigoroso com o Fred, que mereceu a expulsão, no último domingo “amaciou” e evitou dar cartão a jogador do segundo colocado. Não estou colocando o juiz sob suspeita, no entanto as pressões sempre prejudicam. Nem citei o gol irregular do clássico, assim como não me refiro ao réu confesso Benecy. A exemplo do jogo anterior, teremos aqueles dois patetas atrás dos gols. Aquilo só serve para complicar e entrar como despesa no borderô. Aguardemos.

Publicidade

95 comentários em “O Torcedor quer respostas

  1. Eduardo. Não gostei do desembarque do GALO ontem! A derrota não pode fazer parte do cotidiano do GALO! Elas acontecem! Fazem parte , mas, não podem fazer parte da normalidade do dia a dia do GALO! A busca pela vitória, a insatisfação pelo resultado adverso, o sangue no olho, a raça ATLETICANA, o jeito Luan de ser, isso não pode nunca faltar a qualquer elenco do GALO!!!! Como todos da MAIOR DE MINAS vou sempre estar com o GALO e, claro, ainda acredito!!!! Mas, quero respostas! Quero trabalho, raça, amor ao GALO!!!! Quero, acima de tudo, respeito à MAIOR DE MINAS que não mede esforços para estar sempre junto com a razão de nossas vidas: o GALO, é claro!!!! QUERO MEU GALO DE VOLTA!!!! SAUDAÇÕES ATLETICANAS!!!!

    1. Eu também não gostei do desembarque do galo depois da derrota. Achei os jogadores e comissão técnica muito acomodada.
      Voces devem ter notado que eu estava ausente. Estava em viagem.
      Mas só posso dizer agora o seguinte: a centelha vai acontecer domingo, de vai se repetir na quarta.
      Desta forma estaremos na final do mineiro e quase classificados na libertadores.
      Ainda não chegaram as correntezas e marés fortes.
      Quando elas chegarem voces vão se maravilhar com o nosso Galo.
      Roger sabe. Eu sei.
      Castor Magic.
      Galo Campeão 2017.

  2. Bom dia, Eduardo e atleticanas e atleticanos que como eu ainda acreditam nesse time horroroso, mas, que veste uma camisa gloriosa. Disse ontem a um amigo aqui do blog que se referiu à faísca que o Otero disse que está faltando. Lembro-me que existia uma cachaça com esse nome. Será que não é dela que ele está falando? É bom nós pensarmos que o Galo é o líder do mineiro e tem todas as vantagens para chegar ao título, portanto, nada está perdido. Ele só será derrotado por si mesmo. Realmente é interessante pensar que da esperança de sermos campeões resta agora a expectativa de classificarmos na fase de grupo porque temos dois jogos em casa dos três que ainda faltam. Nessas condições poderemos ser pelo menos o segundo do grupo. Também aí o Galo só perderá para si mesmo. Triste, né? Como um time é capaz de esmorecer a confiança da melhor massa de torcedores do mundo com atuações pífias e até vexaminosas. Mas, o coração do atleticano é forte. Até o meu que sofreu uma lesão no jogo contra o São Paulo em 1977, está aguentando o tranco até hoje. E nós já passamos por fases bem piores que esta. Como disse um amigo aqui do blog ontem “chega de gritar eu acredito”. Concordo com ele. Os ouvidos moucos dos dirigentes, treinador e alguns jogadores não dão a mínima para o nosso grito. Mas, eu continuarei acalentando no meu coração a crença e o grito. Eu acredito e acreditarei até o minuto final. Temos motivos para crer. Já vivenciamos muitos momentos gloriosos e que não podem ser relevados por causa de uns poucos descompromissados. Aqui neste blog ninguém mais que eu criticou este presidente e este técnico. Mas, nunca pedi a saída de nenhum dos dois. Não vejo nisso a solução. Agora eu vou é rezar. Rezar muito e com toda a fé que eu puder juntar no meu coração. Afinal, a fé remove montanhas e montanhas é que não faltam para serem removidas do Galo. Aliás, essa expressão é pura retórica. Lá não tem montanhas para serem removidas tem, no máximo, alguns morrinhos. O Galo está vivo. Tem alguns zumbis vestindo a camisa dele e sentados no banco, mas, o Galo vive. Domingo eu estarei lá vendo de perto a nossa classificação para a final. O GALO ESTÁ VIVO E COM ELE A MASSA VIVE PORQUE SEM O GALO NÃO HÁ VIDA.

    1. Bom dia Paulo e saudações cordiais! É bem por aí, o momento não é o de tapar o sol com a peneira. GALO não vem rendendo nada com este esquema proposto e qqr adversário um pouco organizado que seja destrói com ele , não adianta insistir! O que o Roger está tentando fazer é tão somente adaptar os jogadores que não têm características para tal ao esquema dele,qdo na realidade ao ver que a coisa não está andando , é buscar outras alternativas e criar um esquema que se adapte aos jogadores e/ou de acordo com a característica de cada um . Treinadores antigos e ultrapassados é que faziam isto, jogadores têm de fazer do meu jeito,como eu quero é pronto , treinadores modernos fazem o contrário, criam um esquema para que aconteça o encaixe dos jogadores que dispõe . Roger tem de rever seus conceitos,já teve tempo necessário p/saber as qualidades daqueles que comanda,o problema é que parece ser teimoso ao extremo e as 9 vitórias no Mineiro criou uma falsa ilusão que o acompanha até o momento. Humildade em reconhecer o equívoco as vezes leva-nos ao acerto . Roger tem de saber separar o joio do trigo e o momento é agora. Abraço e um bom feriado 🐓GALO

    2. Boa Tarde: Paulo, diariamente acompanho os seus comentários. Até discordo de algumas colocações, no geral são bem aceitos. Também acredito que o CAM está vivo. Tenho receio com o jogo da próxima Quarta Feira, com a necessidade de vencer vamos para o “tudo ou nada.” As condições do Fred preocupam. No Domingo acredito que não haverá surpresa. Minha preocupação também vai além da Quarta-Feira, mais nos jogos das finais (no primeiro é certo que não joga.) Na minha modesta opinião, Campeonato se decide no PRIMEIRO JOGO. No SEGUNDO serão 11 atrás da linha da bola (retranca/ferrolho/catimba.) Além do nervosismo e da desorganização tática, na base do “ou vai, ou raxa.”

  3. Precisamos de dar uma chacoalhada no time. Colocar Gabriel, Rafael Carioca, Fábio Santos, Robinho no banco, e colocar outros com mais comprometimento. O Roger no Grêmio ficava na beira do campo, pilhando os jogadores e cobrando o tempo todo. No galo, sentando no banco, olhando e cochichando com o Auxiliar. Estilo Blasé, igual a diretoria do Galo. Para falar a verdade esta diretoria lembra O Ricardo Guimarães. Muito técnica e aceitando tudo com a maior naturalidade! Falta explosão, igual ao Kalil, que cobrava e exigia do time um desempenho digno de vestir o nosso manto glorioso. MUDANÇA DE POSTURA JÁ GALO! É O QUE FALTA PARA DAR A VOLTA POR CIMA!

    1. Esse Galo do ano passado e deste ano é uma caricatura. Dá náuseas assistir aos jogos e ver Marcos Rocha, com todo seu destempero e deficiência técnica, entregar os jogos. Esse elemento não pode continuar como titular absoluto, pois, quem entende minimamente de futebol sabe que ele é fraquíssimo, um enganador. Se não fosse verdade o que falo sobre ele, alguma equipe de ponta do Brasil e do exterior já teria se interessado por ele. Vamos fazer uma faxina do Galo. Fora Giovanni, Marcos Rocha, Rafael Carioca e Robinho.

    2. O Robinho tá jogando na posição errada, portanto é natural o desempenho dele cair nessas condições. O Roger insiste em fazer o cara jogar de ala, recompondo na marcação com intensidade. Isso ele nunca soube fazer. Exigir isso vai dar só em uma coisa: ele não vai nem atacar e nem defender com qualidade. Resultado: torcedor insatisfeito com ele. O lugar dele é perto da área, próximo do Fred e de algum lateral ou meia que chegue pra apoiar. O Roger precisa entender que não dá pra extrair recomposição do Robinho. Se mesmo assim ele quer insistir no 4141 que tenha coragem pra deixá-lo no banco então… o que não tem sido o caso.

      1. O Daniel eu, você e milhões de torcedores Atleticanos já estamos ficando até repetitivos de tanto falar que o timenão se encaixou no 4-1-4-1 eu apoio a permanência do Roger pow mas é muita burrice colocar o Carioca de cabeça de área e o Robinho para fechar linha de meio de campo.
        Além de manter como titular o Fábio Santos que não tá jogando nada com o Danilo no banco…
        Se esse cabeça dura do Roger não mudar é bom que ele vaze mesmo, já estamos perdendo a paciência!!

    1. Concordo… no meu time eles são banco, meu time 4-3-3
      Victor
      Rocha – Leo Silva – Felipe Santana ou Erazo – Danilo (4)
      Carioca – Elias – Maicosuel (3)
      Rafael Moura – Fred – Robinho (3)
      Coloca esse time e vamos ser felizes!!

    1. É uma possibilidade… remota, mas possível. Porém, eu acho que a maior sabotagem é do próprio Roger até então. Eu fiz um review de alguns pedaços de jogos dessa temporada, e fica cada vez mais claro que esse sistema de jogo nunca vai funcionar com os titulares que ele coloca em campo. Ou seja, ele tá cavando a própria cova. Lamentável. Pra sair dessa ele vai ter que fazer algumas escolhas… difíceis, mas necessárias. E tem muito torcedor que já sabe o que precisa ser feito… só o Roger ainda não demonstrou saber.

    2. Também acho que o problema do Roger é ele mesmo e sua teimosia! Após o jogo de quarta-feira os jogadores deram entrevistas defendendo muito o treinador, coisa que não vejo no Galo há alguns anos. E não foram jogadores jovens, Elias e Fred se posicionaram. O grupo está fazendo o que o técnico manda, mas as o esquema não contribui. Quem mais está pagando por isso é o Robinho.

  4. Todos devem conhecer a piada do Galo Chico. Sim aquele mesmo o “marvado”, que era o terror do galinheiro, e que partia para o créu até encima de todos que por ele passavam, até que no final fingindo de morto, ficou aguardando o urubu descer para ser a próxima vítima.
    Pois bem, eu tinha um galo destes, bicho que era temido não só no seu terreiro e que encarava qualquer situação. Era um galo de briga, um galo campeão, um verdadeiro GALO DOIDO.
    Mas de uma hora para outra este galo perdeu a força, deixou de brigar, de dominador, passou a ser dominado; de temido, passou a ser presa fácil, e eu não entendia o porquê.
    Tô muito chateado e saudoso, e quero meu GALO DOIDO de volta. Quero meu GALO DOIDO de volta Nepomuceno! Quero meu GALO DOIDO de volta Roger! Quero meu GALO DOIDO de volta Jogadores!

    1. Bom dia Eduardo e massa, ontem estava vendo uma Live do Fael da camisa 12 e Alterosa Esportes e do Ygor da 98fm que é setorista na cidade do galo, eles comentaram que no domingo depois do jogo contra a URT o Nepomuceno do qual sou um crítico desceu até o vestiário e soltou abelha africana nos jogadores, nos corredores do mineirão deu para ouvir a dura, três dias depois os caras vão ao Paraguai e fazem um papelão daqueles que todos nós vimos. Agora eu pergunto Eduardo, o que fazer com esse elenco se nada mexe com os caras, nada mobiliza?

  5. Em toda a história do Atlético, que já teve times ruins, nunca vi uma coisa dessas…
    Nunca faltou aos times do Galo: raça, luta, empenho; por pior que fossem.
    Esse de 2017, pelo amor de Deus!
    Não dá para entender, não dá para acreditar.
    O time simplesmente, não tem reação.
    E nós torcedores, pela falta de sintonia que de alguma forma, sempre existiu, estamos perplexos.

  6. Sinceramente, o time está horroroso. Atuações de determinados jogadores abaixo da média. Alguns jogadores que merecem ficar no banco: Giovani, Gabriel, Fábio Santos, Elias, Rafael Carioca e Robinho. Estão abaixo da crítica, com atuações pífias. Tenho medo que tenha quer esquecer 2017 que nem ainda começou. VAMOS LÁ GALO!!! KD A RAÇA? Não falta só faísca, falta ainda muita lenha para ser queimada. Roger Machado infelizmente não mostrou que é um técnico de ponta, tô com saudades de Cuca e Levir, infelizmente terei que admitir isso.

  7. Será que a diretoria do Galo conhece tanto mais futebol do que o torcedor normal? Imagino que sim. Porque o torcedor normal acha que com Léo Silva, Giovani, Fábio Santos, Robinho, Elias ninguém vai ganhar nada. Time que chuta de 0 a 2 vezes a cada 90 minutos vai querer ganhar o quê? A nossa imprensa é cega, ao que parece. Vivem dizendo que temos um dos melhores elencos do Brasil. Enorme mentira. Temos um elenco recheado de estrelas cadentes. É só reparar: que volta do estrangeiro para o Brasil é porque não tem mais mercado lá fora. Todos ex-jogadores.

  8. Será que este time de 2017 vai ser o primeiro time desprovido de raça na história do Atlético Mineiro?
    Quê tristeza!
    Pelo tempo quê se tem e nenhum sinal apresentado, não precissmos esperar mais.
    Há necessidade de mudança já.
    Vamos colocar para jogar, jogadores que possuem o espírito do nosso Galo, “Lutar sempre; Raça; Sangue nos olhos …”
    Com um time mais Atleticano, a massa faz o resto.
    Nós jogaremos juntos e estaremos felizes.
    Mexa-se Galôôô!

  9. Caro Eduardo, muita calma nessa hora, o desespero, a pressa e a ansiedade por resultados imediatos, aliados, são péssimos conselheiros, a situação até o momento, não vejo desesperadora, pois, no Campeonato Mineiro, sinceramente, não vejo adversário capaz de colocar medo, o time do outro lado da lagoa baseado num estilo de jogo de duas linhas de quatro (retranca danada), fez 17 gols de bola parada ninguém assim vai longe, só enganação. Voltando ao Galo o que interessa, vejo tudo dentro do controle, pois vai classificar na Libertadores sem dúvida nenhuma visto termos dois jogos em casa, vai ganhar o mineiro com certeza, e a Libertadores é longa e vai até o final do ano e neste tempo, o time vai ajustando pois o elenco é o melhor do Brasil seguido pelo Palmeiras. O Roger tem competência par levar o galo ao pódio, paciência é a mãe das virtudes, tudo vi dar certo EU ACREDITOOOO.

    1. Ou eu não entendo nada de Galo e futebol ou é vc, porque pelo amor de DEUS que time do Galo jogando vc ta vendo que não consigo ver nada mais que um futebol burrocratico e horroroso desse pseudo entregador de camisas RM.

  10. Chega, não quero dar mais tempo a este time.
    Quero mudança já.
    Este super elenco, pode ser o que for, mas não tem nada a ver com a nossa tradição, falta o espirito de luta, garra, vergonha na cara, falta futebol, falta raça, falta vontade de reação …
    Falta, falta e falta, há um bom tempo.
    Chega!
    Vamos trocar peças, não temos que esperar mais ph..rr@ nenhuma.
    Vamo Galoooooo

  11. O elenco não tem característica para que, o treinador coloque em prática a tão falada intensidade (Nós atleticanos, chamamos de raça, vontade, comer grama etc…), Tentem imaginar estes jogadores em campo executando a tal intensidade do Roger (Fred, Robinho, Cazares, Fábio Santos, Rafael Carioca), mais da metade do time titular não tem esta característica. Não podemos esperar deste elenco, o que estávamos acostumados, nosso galo doido, que partia para o ataque, que envolvia o adversário em toques rápidos lá na frente, com contra-ataques mortais, podemos esperar um jogo cadenciado, morno, de muitos toques na bola, marcação frouxa, vários espaços pros adversários (o que já estamos assistindo desde o final da temporada passada). Para conseguirmos algo, o elenco precisa receber peças que deem esta dinâmica, ao time, de modo que os jogadores de pouca energia, sejam minoria.

    1. Exatamente. Só que essas peças pelo jeito não virão a curto prazo… O que me espanta é o Roger não tomar uma atitude pra fazer com que esse grupo jogue um futebol mais condizente com a característica da maioria. É uma insistência que beira a burrice, com todo respeito. Sei que ele é trabalhador, tem potencial, inclusive defendo a sua continuidade, mas ele precisa ser mais flexível e adaptar uma formação e escalação que dê no mínimo uma consistência defensiva a esse grupo. É meio que usar a lógica… Porque mesmo que a maioria tenha uma característica técnica, ele pode muito bem amenizar isso entrando com uma formação que não dê espaços. Se tiver colocar Robinho no banco, que coloque! Se tiver que entrar com 3 volantes, que entre! Se tiver que atuar com marcação alta, que atue! O que não pode é ver todos esses problemas e não fazer nada… aí tira o torcedor do sério mesmo.

    2. Concordo com você Soares, mas não podemos esquecer que o Roger está no Galo desde dezembro. Teve tempo pra avaliar tudo neste elenco. Aliás as contrações foram pedidas por ele, principalmente o Marlone que nem titular é.

    3. Soares, de 2012 pra cá nosso DNA é ofensivo, e esse elenco tem características ofensivas só o Roger não enxerga.
      Nosso melhor momento em 2017 foi os 30 minutos finais contra o Sport Boys onde fizemos 4 gols não tomamos nenhum e massacramos o time deles, jogamos em um esquema ofensivo 4-3-3 e deu muito certo por isso meu time é:
      Esquema 4-3-3
      Victor
      Rocha – Leo Silva – Felipe Santana ou Erazo – Danilo (4)
      Carioca ou Adilson – Elias – Maicosuel (3)
      Rafael Moura – Fred – Robinho (3)
      Se o Roger colocar esse time vamos ser felizes!!
      Saudações!!

  12. O grande lance do “Eu acredito” é que ele não é gritado porque nós atleticanos acreditamos no acaso, na sorte ou em alguma ajuda externa, ele é gritado porque nós acreditamos no time e o sucesso que aconteceu em 2013 e 2014 foi porque o time também acreditou… O maior exemplo é o jogo da final contra o Olímpia que tinhamos em campo Michel, Rosinei e Josué, mas o time acreditou e ganhou. Quando a mágica do Eu acredito acontecia, era nítida a cara de pavor dos adversários, todos com olhos arregalados, mas só acontecia porque o time acreditava, o técnico acreditava, o presidente acreditava e é claro, a torcida acreditava… Então está na hora de colocar em campo aqueles que acreditam nas vitórias do Galo. O Robinho demostra não acreditar, mas o He-Man acredita, então poe ele. Se o Fábio Santos não acredita, poe o Danilo. Se o Giovanni não acredita, poe o Wilson. Se o Rafael Carioca não acredita, poe o Adilson. Só assim veremos garra em campo, pois do jeito que está será muito difícil ganharmos alguma coisa. então fica o recado para jogadores e comisão: ACREDITEM, pois não adianta apenas a torcida acreditar. PRA CIMA DELES GALO!!!

    1. Muito bom comentário! É por aí mesmo! E gostaria de acrescentar… o Roger também precisa acreditar. Ele é o comandante. Saudações!

  13. Eu também estava pensando que o problema era principalmente do técnico, mas após uma retrospectiva dos últimos 5 anos, sendo que os dois com títulos havia a presença direta e indireta do Kalil, cheguei a seguinte conclusão: Clube sem liderança, sem comando, sem representante presente e que briga pelo Clube, ou seja, SEM PRESIDENTE, pode trocar técnico e jogadores que o time nunca vai dar liga. Após a saída do Kalil a única preocupação é financeira, e o pseudo sucessor só aparece e dá as caras quando o leite já derramou. A voz dessa torcida apaixonada e sofrida, atualmente só é ouvida quando, por total desespero, começa a esvaziar as arquibancadas e parar de pagar a mensalidade de sócio torcedor. Todos os Atleticanos estão questionando o que está acontecendo com o time Galo que não melhora e não convence, então eu digo para analisarem os últimos 3 anos, os técnicos e os jogadores que entraram e saíram, para chegarem a mesma conclusão que eu: O CLUBE ATLÉTICO MINEIRO NÃO TEM PRESIDENTE.

    1. Assino embaixo, Herman
      Nepomuceno quer fazer 200 coisas ao mesmo tempo não temos mais diretor de futebol, ou seja,a m… está instalada

  14. O time do Atlético está tão ruim que qualquer crítica que se fizer, a qualquer setor e jogador ela cairá bem. Mas prefiro redirecioná-la à presidência do Clube. Se Daniel Nepomuceno, antes mesmo de ser chamado a ocupar o secretariado de seu amigo e mentor Alexandre Kalil, já não era bom dirigente, imagine agora. Não sei quem é mais irresponsável para como o Atlético, Kalil por ter chamado Nepomuceno, ou o próprio Nepomuceno por ter aceito o convite. Os dois estão destruindo o Atlético hoje. Esqueçamos o passado!

  15. Não adianta ter elenco.
    Não adianta ter time, se não existe a vontade de jogar, de ganhar.
    Querem continuar a insistir?
    Pois, eu digo:
    ” Isso não vai dar em nada”
    Sem vontade, não se chega a lugar nenhum.
    Com esse espírito de “luta”, não levamos nem o Mineiro.
    Lamentável. Para, triste.
    Levanta Galo, se apruma, cria vergonha.

  16. Com Cazares, Rafael Carioca e Robinho, o CAM jamais alcançará a tal intensidade alardeada pelo ROGER. Tampouco posso acreditar que jogadores estejam fazendo corpo melo em razão do que ganha o Robinho. O fato é que o GALO tem que repensar urgentemente a vida, e somente mandando alguns caciques para o banco de reservas poderá melhorar sua imagem junto aos torcedores. Acho até que o time somente irá melhorar mesmo com a saída de ROGER. Este, após quatro meses não conseguiu uma única apresentação digna da história ALVINEGRA. De tropeço em tropeço corremos o risco de perder tudo. A paciência já perdemos há muito tempo. Mas não vi nenhuma manifestação no CT do GALO contra o que está fazendo o ROGER. Onde está a GALOUCURA!!! Torcida organizada como a GALOUCURA não é para briga de torcedores, mas serviria bem se manifestasse contra esse apagão crônico do time. Não me iludo mais: FORA ROGER!

    1. Concordo, tem de trocar o comando tecnico, fraquissimo este RM, não entendo a imprensa e torcedores que idolatram um tecnico que nunca ganhou nada e fez um trabalho meia boca no Gremio que é infinitamente menos pressão do que o Galo DOIDO.

  17. Prezado Eduardo, sobre o trecho do texto: “Quanto à faísca que falta, conforme manifestou o jogador Elias, se a Torcida Atleticana não está dando essa combustão” Nós (torcida) somos a faísca. Se o time não dá o gás, não tem combustão mesmo. Os caras tem que colocar sangue nos olhos, afiar as esporas e o bico e BICAR!!! BICAR todos, sem dó.

    1. Perfeito Carlos ! 7240 bilhetes vendidos até o momento – lembrando preço bastante acessível 20,00 arames -reflete bem a falta de intensidade na tal faísca… Abraço 🐓GALO

  18. Bom dia!
    Hoje está melhor que ontem, amanhã melhor ainda, domingo vai ser o Dia.
    Muito bem lembrado a respeito da arbitragem que comanda nosso segundo jogo da semi. O Atlético não pode deixar de ser firme e rigoroso, leite a gente economiza quando ele ainda está no galão… O Galão da Massa. Leite derramado já era. É confiar em árbitro nosso, desde que não seja RMR (já vetado) e Benevenuto. E nada de pensar em trazer imbecis de fora. Em 14 perdemos o título com arbitragem polêmica de fora. O pessoal de fora está se queixando sem parar. Apenas para exemplificar, assunto fora do Galo mas pertinente, naquele caso envolvendo o Rodrigo Caio e o nosso Jô, que nunca agrediu ninguém, ao invés de palmas para o beque do SP (palmas por fazer o óbvio?) eu puniria o árbitro paulista por não ter visto o que todo mundo viu e intuiu (Jô não agride ninguém) e o mais importante: aplicou um cartão desnecessário, pois se tivesse sido o Jô teria sido acidental como foi, não mereceria cartão. Fiz esta divagação fora do nosso contexto para frisar que árbitro de fora não é solução. A fórmula matemática é: A=E-G-B… Traduzindo porque foi impressa em caracteres a serem lidos e entendidos pelo mundo que o Galo domina tudo __ A representa Anything(Qualquer coisa) é E (Everything/Tudo que não seja G e B… G e B não precisa de tradução não é, AmiGalos!… Eta nós!
    Eh Galo!

  19. Eduardo, infelizmente, o seu precioso espaço está se tornando, não pela sua vontade, mas pela vaidade de torcedores, uma aréa de disputa por conhecimentos sobre o galo . Deixo aqui, minha modesta opinião: Os Técnicos brasileiros, estão totalmente defasados, pensão que teoria de cursos como estes da CBF, vão lhes dar capacidade para dirigir times, assim, vários , se afundaram e aos seus clubes , Outra coisa, por terem sido jogadores, muitos dizem ter que falar a “língua dos atletas, pura tolice, pergunto então: Telê, Tite, Abel , Murici e outros fizeram algum curso de teorias sobre a bola?Para mim, o treinador tem que ter autoridade, para colocar um jogador executando uma função(marcar por exemplo), Se ele não o fizer, que saia do time.
    Penso que falta autoridade e personalidade aos nossos treinadores. Quanto a perder t´tulos, quantos os galo já perdeu bisonhamente?Desculpe me por alongar muito no Espaço Sagrado do Atleticano.Abraços Eduardo.

  20. Saudades de Pierre e General, esse meio de campo sem disposição, estamos enrolados pois esse Elias não marca nem arma e o Rafael Carioca so suja o manto em dias de chuva. Esse time do galo não é uma equipe, é um bando.

  21. Mudei meu modo de encarar o Nepomuceno após a publicação do resultado do Balanço/16.
    Antes era o primeiro a frisar que ele ocupa dois cargos importantes, irresponsavelmente… Mas agora quero ver a coisa da seguinte maneira: Kalil o chamou para colocá-lo bem pertinho de si e poder comandar o Galo como eminência parda. Brincadeiras à parte, os dois juntos pensando em favor do Galo, nas entrelinhas da Administração Municipal… Aliás já vinha pensando isto antes de me bandear pro lado do Nepomuceno, incondicionalmente… Sim, se o convidado tivesse sido o Gilvanzão da Massa a gente poderia supor facilmente que ele, Kalil, estava planejando destruir a máfia, antigo desejo confesso dele… Como ele ama o Galo, bem poderia estar pensando em ficar perto estando longe…
    Viva Kalil! Viva Nepomuceno! Viva a bipolaridade galista!

  22. O problema com o Galo não é o time e sim a expectativa que se criou. Venho falando há um bom tempo que o Galo não vai ganhar nada, muito meno um brasileiro, enquanto não tiver uma zaga sólida e bons volantes, que desarmem de verdade. Nós, atleticanos, criamos expectativas encima de um time médio, esse é o problema. E se ficar contratando jogadores do nível de Emerson Conceição, Ronaldo Conceição, Clayton, Hyuri, Carlos Eduardo, etc, aí então é que o Galo vai pro brejo. Em tempo: Roger é um ótimo técnico, espero que a Diretoria não ponha a culpa nele dos frangos que o Geovani toma e nem das falhas do Gabriel, Felipe Santana, etc.

  23. Tem que ter um pouco de pressão, o Roger tem que rever algumas coisas do seu trabalho…Agora Eduardo, um pouco fora do assunto, o Mano Menezes receber a medalha da inconfidência é demais. O Cara chama Minas de aldeia, ai o mineiro pega e vai homenagear o cara. Homem que não tem uma imagem muito boa no meio do futebol. Agora eu vi que mineiro é amigo, é hopitaleiro, é quase um coitado…

  24. O problema do nosso time são as péssimas contratações que a diretoria esta fazendo nos últimos tempos. Voce contrata um jogador de ponta como o Robinho, o Fred e logo já dizem que temos o melhor elenco do país. Puro engano, com estes contratados vem tambem os demais que nada somam para se ter um bom elenco, e quando precisamos de socorro acontece o que estamos vendo.
    Ate agora não consigo entender abrirem mão do Leandro Donizete e desfigurarem o meio de campo do nosso tome como fizeram. É impossível acreditar que alguem que entenda de futebol coordenou tamanha idiotice.
    Resultado é que perdemos a pegada do meio de campo, perdemos a força do guerreiro que é o Donizete e ficamos com as firulas do Cazares, Otero, Robinho, Elias etc…..
    Temos dois laterais em péssima fase tanto tecnica como física e nada é feito pelo nosso treinador para minimizar estas deficiencias.
    O nosso goleiro reserva jamais poderia ser o Giovani que já provou ser um eterno frangueiro, porem continua prestigiado e acho que o nosso treinador de goleiros deve ter experiencia em tudo menos em futebol .
    As promessas da base não vingam porque já chegam para treinar com os titulares cheios de vícios e com um pensamento de que são craques e o Atlético depende muito deles. Não são trabalhados na base para deixarem a firula de lado, a técnica de simular faltas, e o terrível habito de tocar a bola para as laterais e depois devolver para a defesa, ninguém é estimulado a pegar a bola, partir pra cima do adversário, tentar uma jogada ofensiva e principalmente chutar a gol.
    Quando percebi no último jogo que a opção de mudar o jogo é o Carlos Cesar ……. Realmente temos que ficar imensamente preocupados.

    Sr. Presidente, por favor respeite nosso time, nossa torcida e nosso patrimonio. Não se pode perceber tanta coisa errada e não tomar providencia alguma para melhorar e almejar outros objetivos.
    Deixa a comodidade de lado e se empenhe mais, alem de ouvir com carinho e repeito as opiniões da grande massa atleticana.
    Vamos galo ser campeão………

  25. O problema do nosso GALO foi a montagem do elenco, hoje não temos um jogador em campo com a cara do GALO, robinho, fábio santos, e outros não demonstram raça e vontade para jogarem no GALO, na minha opinião uma mudança de comando agora e um limpa nesses jogadores modinhas seria o ideal. GALOOOOO SEMPRE

  26. Bom Dia a todos. Eduardo, discordo da sua afirmação de “a maioria defende a continuidade do treinador. Basta verificar os comentários de ontem que a “maioria” não existe. Os 20 primeiros (excluindo responder), confirma a premissa. Ontem houve um comentário que o Roger tem 2 anos de contrato. Se verdade, um ABSURDO feito pelo Presidente! Por isto é que está morrendo abraçado com o Roger. Nesta semana houve também comentário, para no Domingo a torcida dê apoio ao treinador (gritando seu nome). O apoio é válido, mais é uma atitude temerária (o tiro pode sair pela culatra). Para finalizar na Terça Feira assisti uma entrevista do Roger (ESPN) afirmando que iria mudar características dos jogadores no jogo de Quarta Feira. Se mudou, mudou para pior! Pois em 90/95 minutos de jogo foram apenas 2 chutes ao gol adversário. Enquanto tivemos 7 chutes contra o nosso gol, inclusive um bola no travessão.

  27. Bom dia Eduardo e companheiros do blog. Sou leitor assíduo aqui, mas é a primeira vez que resolvo escrever sobre a atual situação que se encontra o nosso Galo. Concordo com as opiniões. Uns mais pessimistas e outros não querendo ainda jogar a toalha. Não gosto de ver o time assim. Sempre vi o Galo como um time de raça, de comprometimento com essa camisa e o que está acontecendo agora não é nada disso. Reuniram vários jogadores, diga-se de passagem, que não são ruins e nem medíocres, pelo contrário, de alto nível e que não se entenderam em campo até agora. Culpa do treinador? Pode ser. Esquema tático? Nenhum. Não vemos evolução. Já se foram 4 meses e o que estamos vendo é que o time está piorando quando deveria ter mais entrosamento e assimilação à maneira de jogar do Roger. O que está acontecendo eu não sei. Só sei que certas coisas só acontecem com o Atlético. O time é praticamente o mesmo do ano passado com algumas variações. Já se passaram Levir, Aguirre, M.O e nada. O time não engrena. Não quero citar nomes de jogadores que estão devendo, pois de tanto se falar aqui todos já sabem quem são. O Sr. Presidente e sua Diretoria também tem parcela de culpa, pois são os que contratam e avaliaram mal a carência do time que é a defesa e um camisa 10. Também sou contra a troca de treinador nesse momento. Vai contratar quem? Cuca? Também gostaria, mas acho que ele não quer treinar time nenhum no momento senão teria ficado no Palmeiras. Então temos que contentar com o que temos e torcer para que as coisas possam melhorar. Não deixaremos de torcer. Vamos apoiar sempre, mesmo que o momento seja desfavorável. Uma hora isso vai ter que acabar. Saudações atleticanas!!!

  28. Herman, você foi brilhante! Esse também é o meu ponto de vista. Inclusive, venho pedindo ao nobre blogueiro um texto sobre este assunto, sem sucesso, claro!

    1. Se a sua sugestão e/ou insinuação refere-se ao fato do presidente dividir o tempo com outra atividade, seguramente não leu o blog quando de sua nomeação para o cargo de secretário.

  29. Boa Tarde Ávila e Massa Atleticana,
    Começo o texto de hoje, pensando em contratações pontuais que podemos fazer, sem gastar muito, veja bem o mequinha tem um excelente goleiro o João Ricardo, este não deve ser tão caro e resolveria a questão do gol, além de dar mais segurança ao time. A outra contratação, esta sim um pouco mais onerosa, seria a volta do Diego Tardelli, este resolveria a questão da velocidade da transição do time da defesa para o ataque e iria botar uma pilha danada na equipe dentro de campo, bem como causando a sinergia com a torcida nas arquibancadas.
    Quanto ao Roger, volto a insistir o cabra é bom, porém tem que ser mais humilde, menos arrogante e prepotente, com relação às suas convicções no tocante ao esquema de jogo 4141 e na escalação dos jogadores. É fazer o feijão com arroz, 4-4-2 ou 4-3-3 e eureka!!!…resolvido a questão do time em campo, na escalação tira o Giovani e o Uílson do gol e coloca o terceiro goleiro, até a chegada do João Ricardo do América, tira o Gabriel da zaga e coloca o Erazo ou F. Santana, no meio gostaria de ver Adílson ou Marlone, Rafael Carioca e Elias mais adiantado, no ataque o Fred, Robinho e R.Moura ou Otero. Isso já seria um grande avanço e mudaria a forma de jogar do galo, do barro para o vinho!.
    Para fechar, posso estar sendo prolixo em meus comentários, mas a causa é nobre, pertinente e justa, os jogadores precisam urgentemente encontrar a “raça”, jogar com doação, espírito de luta, gana, suor, amor e vontade de vencer, assim alcançaremos as vitórias e títulos almejados.#Tôputomasaindaassimeuacredito!

  30. Caro Eduardo e demais atleticanos, algumas perguntas são: Porque essa insistência em colocar o Danilo no ataque???? Porque só o time do Galo fica “inventando” lateral no ataque???? O nosso elenco não é bom como pensamos??? Será praga do Patric????? alguém responda por favor…..

  31. Alguns defendem o treinador, porém não vejo argumentos para concordar com os companheiros. Roger se mostra teimoso, o esquema 4-1, 4-1, se mostrou ineficaz. O treinador não consegue fazer a leitura do jogo. O time não marca, a defesa fica exposta, Carioca anda em campo, marcos Rocha na sua soberba continua com aquela velha preguiça em jogar, Giovanni se confirma como um goleiro comum, falhando bisonhamente, Robinho lento e acomodado, não temos um eficiente armador. O elenco não é dos melhores, vejam o banco do Galo. Vocês acreditam que Yago, Ralphe, Jesiel, Uilson, Flávio, todos da base, e que base hein, vão dar conta do recado, junta-se a esses o Carlos Eduardo, Marlone, Danilo (caiu muito de produção), Cazares que tá produzindo pouco. E a nossa diretoria, Maluf com problemas de saúde não tem condições de exercer sua função de diretor de futebol, Nepomuceno tem dois empregos, desse jeito não consegue servir bem nenhum dos dois cargos. Falta compromisso, atitude, raça, qualidade e um treinador competente, isso desde o ano passado. São muitos erros, o time não passa confiança. Em conversa com amigos atleticanos por unanimidade, não confiam no treinador, nos jogadores e na diretoria. Tem que haver uma mudança radical, cobranças, dispensas, contratações. O time não vibra essa é a pura verdade. Volta Kalil.

  32. Rafael Carioca é o unico “volante” no Brasil que não marca, não leva cartão amarelo, não leva cartão vermelho, não é expulso, não machuca….que “volante” é esse????????????? Igual a ele só o “volante” do meu Fiat 147….alias o meu Fiat é só mais um pouquinho FOLGADO do que o Rafael Carioca……

  33. Pessoal, com um pouquinho de força de vontade dos jogadores e ajustes do Roger, este time pode render muito mais. Moro em Porto Alegre e acompanhei o trabalho do Roger no Grêmio. Ele pegou o time do Felipão que era muito pior que este time do Galo e o fez jogar como no ano passado. Teve uma queda no meio do campeonato passado e pediu demissão do Grêmio por achar que não acrescentaria mais nada ao elenco. O Renato assumiu e o Grêmio foi campeão da Copa do Brasil. O que o Renato fez que melhorou tanto o time do Grêmio? Simplesmente ele manteve o estilo de jogar do Roche e fez alguns ajustes: a marcação por zona foi substituída por uma marcação homem a homem e colocou um volante mais marcador no meio de campo, o Ramiro, que era reserva e esquecido nos tempos do Roger. O time era mais incisivo no ataque. Sei que o elenco do Galo é diferente do elenco do Grêmio. O estilo do Roger é compactação, triangulações e passes curtos (porque segundo ele, a probabilidade de errar passes e menor). Aqui que está o problema. Temos alguns jogadores do time titular que eram do estilo Galo Doido, que consistia no abafa, toques longos e inteira movimentação dos atacantes. Hoje, não temos jogadores para jogar neste estilo. E o pior, alguns continuam a fazer passes longos quando o ideal era passar para o companheiro mais próximo. Falta triangulações neste time e os jogadores correrem um pouco mais se apresentando para receber quando um jogador pega a bola. Um volante mais marcador que o Carioca e o Elias já melhoraria. Nós temos jogadores no elenco para fazer esta mudança. Outra alteração seria jogadores mais rápidos e que cerquem a bola do meio para frente. Infelizmente, o Robinho não é esse jogador e onde é escalado (centralizado) não rende. Ou se muda o esquema, e coloca o Robinho à frente mais deslocado para a esquerda perto da área (onde ele rende) ou tem que deixá-lo no banco. O Cazares como jogador de canto também não deu certo. Ele gosta de jogar centralizado na atual posição do Robinho e está difícil fazê-lo marcar. O Maicosuel, pode render muito mais que o Robinho e o Caçares nas extremidades. Como pode se ver, temos elenco para sair deste buraco. Não é o melhor do Brasil, mas um dos melhores. Muitas vezes os jogadores parecem que desaprendem porque o coletivo vai mal. Aconteceu a mesma coisa com a Seleção Brasileira nas olimpíadas. O Roger é um estudioso, trabalhador embora um pouco teimoso em suas convicções. Mas não é burro. Com o material que tem e com um pouco de paciência colocará o time no eixo, pois temos um elenco que permitirá que ele faça esta mudança. A maioria dos times que estão jogando melhor no Brasil, estão com seus técnicos a mais de um ano. Alguns faziam parte da comissão técnica ou eram treinadores da base. Vamos confiar no nosso elenco e no trabalho de nosso treinador. Atleticano não é igual aos torcedores de outros times. Vamos apoiar o nosso treinador para que ele possa fazer o que tem que ser feito no time. Pedir a sua saída é repetir o passado. O mesmo Cuca teve uma sequência horrível até ele acertar o time. Para quem não se lembra, ele era o técnico do Galo naquele jogo que se ganhássemos do Cruzeiro ele seria rebaixado no Campeonato Brasileiro. Nós perdemos vexatoriamente e ele continuou no comando do time e fomos campeões da Libertadores

    1. Estais vendo Hermides!Renato fez com o grêmiô do Roger, exatamente o que precisa ser feito aqui , ou seja, reforçar o sistema defensivo. Dá para ver que o calcanhar de Aquiles dele é antigo ,pior que isso ,é que o acompanha onde for. Tenho muitos amigos grêmîstas- à época,achei que era for de cotovelos deles pelo fato de o CAM tê-lo contratado- e são /foram unânimes em afirmar que o principal motivo de o Roger ter sofrido pressão -inclusive da geral- foi muito por conta do sistema defensivo ser frouxo ,em bolas aéreas então…! Se não reformular seus conceitos , vai ficar marcado por ser o técnico de uma nota só… seja lá onde estiver. Abraço 🐓 GALO

      1. Está correto. O Grêmio sofria muitos gols de boa área por causa da marcação por zona. O Renato fez uma forma mista com marcação homem a homem em alguns setores. Mas junto com isto contrataram o zagueiro argentino Kannemann para jogar ao lado do Geromel que melhorou muito a defesa do Grêmio. Apesar das críticas que o Roger teve, a maioria dos gremistas não queriam a sua saída.

  34. EduGalo, vamos torcer para que daqui pra frente os jogadores do Galo crie vergonha, e entre em campo com raça, coma grama, porque o atleticano, não toma mel, ele mastiga abelha. Galooo!

  35. À mesa do almoço, o assunto girando em torno de Lava-Jato, Odebrecht, o absurdo da delação premiada, fora Temer, eu dando meus pitacos, concordando, acrescentando, mas no fundo minha segunda atenção fixada no Galo, ruminando sobre alguns pensamentos de amigos do blog que entendem que o Time não tem jogadores de explosão necessários para que seja reimplantado o esquema Galo Doido dos contra ataques fulminantes da Era Cuca, que tanta alegria nos deu. Também martelando a minha cabeça a questão da faísca que está para explodir e ainda não explodiu, a torcida esperando para ontem a equipe finalmente jogando ao jeito dela, torcida…
    Acho que eu consegui um lampejo de entendimento do que está por vir, meu raciocínio visando enxergar o progresso do Time e, consequentemente, o alívio de nossas inquietações… Vamos lá!
    Ninguém em sã consciência está torcendo contra o Atlético porque torcendo contra o Roger. Claro que não, mesmo que pensem que estão. Eu e uma multidão de outros estamos claramente torcendo desesperadamente pro Roger dar certo, e isto por motivos óbvios… Mas o Time não tem jogado absolutamente nada, este e o fato, repetitivo, repetido à exaustão já…
    Vou dizer uma coisa agora que vai provocar espanto na maioria de nós, eu mesmo espantado de estar dizendo isto: que tal nós, torcedores do Galo, mudarmos nosso jeito de torcer, de vibrar em campo, de acompanhar o jogo do Time, tudo em favor do Time?
    Explique-se. Explico. Primeiro com pergunta: o que queremos nós? Vitórias, títulos. Muito bem. Ninguém pensa ou diz assim: “Quero vitórias, títulos, mas desde que seja com correria!” Não. Queremos vitórias, títulos. E eles só
    virão com a gente superando os adversários em campo, jogando bem enfim…
    E para jogar bem, vencer convencendo, superar superando (coisa que o Galo ainda não fez. Se for preciso dizer isto trinta vezes, nós vamos dizer trinta e uma vezes) um time tem mais de um, portanto diferentes modos de o fazer…
    Nós não temos jogadores capacitados para a correria desenfreada, dizem, reconhecem muitos AmiGalos… Mas temos jogadores para o toque refinado, lento mas envolvente, cadenciado, frio, aparentemente displicente às vezes, mas feito de propósito para engambelar o adversário?
    Lembram-se do jogo contra o Grêmio em 15, a gente a mil no Brasileiro, soltando fogo pelas ventas, o time do Roger nos impôs um 2×0 em pleno Mineirão com direito a gol com toque a toque desde a defesa, uma maravilha de se ver, uma tristeza de ser sentida?
    MAS ISTO AINDA NÃO ACONTECEU AQUI, ESTÁ LONGE DE ACONTECER, SÓ VEMOS CHUTÃO, SÓ ASSISTIMOS MARMOTAS!!!
    Concordo em gênero, número e grau. Talvez seja este o detalhe da explosão da faísca que está faltando… Talvez. Estou dizendo talvez. Talvez o Roger e os jogadores estejam sentindo esta dificuldade para a implantação do esquema: ele exige toque de bola calmo, em campo a torcida pede força e velocidade… Tão me entendendo?
    Precisamos encontrar um jeito de fazer o Time jogar. Conosco, nós com Ele.
    Que tal a gente, a partir de depois de amanhã e na quarta feira, se apegar ao toque cadenciado que estes jogadores e o técnico em questão talvez estejam se preparando para implementar? Um Galo envolvente. Não aconteceu ainda. Mas a Torcida demonstra não ter paciência com toque lateral. E não se faz cadência apenas verticalmente…
    Vamos pensar mais esta… Uma questão é pacífica: QUEREMOS O GALO NA PONTA DOS CASCOS, DIGO ESPORAS…
    Então vamos pensar e pensar, ainda que em volta nos estejam falando de mulher bonita e esquema de corrupção…
    Aqui é Galo!

    1. Prezado Rubens Bispo, o ROGER está há quatro meses no comando do GALO sem uma partida convincente. Vc está nos pedindo uma paciência que já se esgotou há tempos. O GALO que conhecemos tem ALMA, o do ROGER nunca teve e nunca terá! Peço-lhe desculpas pela sinceridade de quem, como milhões, está sofrendo com as apresentações do GALO. Aqui é GALO também.

  36. O atleticano pode ficar de mal humor, pode xingar os jogadores, o técnico, a diretoria, a preparação física, pode esbravejar aos quatro cantos que o time tá uma m…., pode dizer que assim não ganha nada esse ano, pode qualquer coisa menos abandonar o time, poi é isso que “eles” querem…. E nós não podemos dar esse gostinho a eles…. Vamos juntos com o Galo até fim… essa é nossa sina… isso é que nos faz mais forte do que todos… se torcemos até contra o vento vamos deixar que um bando de infiltrados nos coloquem contra nossa maior paixão?????????

  37. Prezado blogueiro

    Tenho uma teoria,que a princípio pode parecer idiota, para esse crescente mal momento do Galo

    Vamos comparar dois fatos a princípio semelhantes, mas bem diferentes em detalhes que fizeram efeitos contrários

    Pergunto aqui qual seria a reação de qualquer um quando sua empresa contratasse um funcionário para fazer exatamente aquilo que você faz,para trabalhar junto com você, mas com um contrato que o garantisse receber entre 1,5 a 2,5 mais que você e com a garantia de receber o salário sempre em dia e primeiro que todos. Você continuaria a trabalhar com o mesmo empenho ou deixaria o colega privilegiado resolver os problemas na mesma proporção da diferença de salários entre vocês?

    Sim. Falo da situação de início de 2016,quando o Galo trouxe Robinho. Ali, acabou o empenho de uma série de jogadores importantes do plantel. Rafael Carioca é o exemplo maior disso

    Em contraponto,dirão: e em 2012 com a chegada de Ronaldinho?
    R10,apesar de toda a fama,chegou com salários menores que Robinho,já que precisava mostrar que não estava acabado para o futebol. Foi abraçado pelo plantel, que topou,quase sem exceções, correr pelo famoso colega,já que seu talento individual compensava a entrega dos outros.

    Pode ser uma teoria conspiratória, mas,a verdade é que depois de 2015 nunca mais tivemos o perfil do Galo que sempre conhecemos

  38. Eduardo. Como está a situação da ampliação do Caldeirão do GALO? O “melequinha”parou de espernear???? Quanto ao time, será que não está havendo divisão, desunião entre os atletas???? Poucos ganhando muito mais do que os outros???? Talvez isso explique a apatia, a falta de raça que estamos jogando. O que acha????

  39. Avisa para o Roger que Robobinho e Giovfrangão não podem ser titulares do Galo. E que o Roger pegue o seu banquinho e vá saindo de mansinho

  40. Olá
    Eduardo!!!
    Olha, vou ser muito realista (sem pessimismo) querendo que aconteça o contrário, porque independente de quem estiver no comando do Galo, a gente tem que apoiar para que as vitórias venham…
    Mas como já disse aqui antes – já vi este filme antes (e olha que foram muitas vezes) – a diretoria do Galo somente vai perceber o erro da contratação do Roger se perder o mineiro para times piores que o Galo e a classificação na Libertadores não vier… Já imaginaram!!!???
    O Galo jogar mal – do jeito que está jogando – e perder para a URT domingo, jogando este futebolzinho do domingo passado e quarta passada??? Detalhe, se o Roger escalar mal o time não terá o apoio da MASSA, que começará as vaias … e aí a “VACGA” vai para o brejo…
    A única vantagem se isso acontecer já no Domingo, seria a demissão desse estudante a treineiro, na logo após o jogo…
    Não adianta os jogadores defenderem o Roger. O esquema dele é totalmente equivocado para o elenco do Galo… Fico me perguntando: Como pode um cara estudioso e vivido no futebol – como ele é – não enxergar isto!!!???
    Que os Deuses do futebol olhem para o Galo neste momento…
    Aqui é Galo p…..

  41. Boa Noite. O aspirante/aprendiz de técnico de futebol, continua com a sua besteira de treino fechado. Qual a jogada ensaiada que o time tem? Cruzar bolas na área? Todas as equipes de futebol tem esta jogada. A surpresa pode ser o Marlone (seu pupilo) como titular. Uma observação: se a foto do UAI for de hoje, a “humildade” que alguns diz que Ele possui, acabou! O NARIZ está empinado. Típico autoconfiança! Só que tem o lado positivo e também o negativo. Já pensaram se for dispensado, ficar outros 20 meses recebendo do CAM sem trabalhar?

  42. Roger Machado deu hoje uma entrevista , alertando do perigo de enfrentar a URT, de Patos. Após ouvir sua entrevista,fiquei com a certeza que ele não sabe onde está , que ele não sabe a grandeza do clube que o emprega e paga seu milionário salário mensalmente.
    Para ser sincero, caro treinador, a bem da verdade , Atlético e URT nem poderiam se enfrentar , tamanho a disparidade da folha salarial de um e de outro . Um abismo separa estas duas agremiações no quesito história, torcida, patrimonio , folha salarial , centros de treinamentos , estádios onde mandam seu jogos, etc. Um abismo , não há como comparar.
    O senhor, vai além ao elogiar a disciplina tática , a organização deste valente time do interior mineiro , este time que possue mais dIgnidade que sua diretoria , que por caramingás a mais privou o povo de Patos de assistir o jogo do Galo , cidade onde o Galo tem inúmeros torcedores.
    Pois bem , senhor Roger, ao detectar o perigo de enfrentar o bravo time da URT e elogiar o trabalho por lá realizado , fica a pergunta que deveria ser feita pelo profissional que o entrevistou e pela imensa e apaixonada torcida atleticana : O que aconteceria se voce foss o treinador do valoroso time de Patos , que mal possuem lugar para treinar, ao contrário de voce que tem um ct de primeiro mundo à disposição , porque temer um time que não tem medalhões como o seu , que recebem fábulas todo final de mes, porque temer um time que não tem estádio para disputar a semifinal do mineiro, enfim , qual seria o destino da URT em suas mãos , nas precárias condições que desenvolvem seu trabalho?
    Não precisa tentar responder, apenas se cale e tente formar um time de futebol, sem conversa fiada , poupe-nos desta conversa que mais parece uma desculpa antecipada de derrota. Concentre-se no seu trabalho até agora sofrível e junto com este presidente sonolento pare de apequenar o Galo.

  43. Acho que a imprensa é cega, ou toda cruzeirense. Para blindar o Roger e este time, assim. O consolo é que ele cai, ao cairmos nas oitavas da libertadores ou ao perder o mineiro para o adversário.

  44. o galo tem que contratar um armador urgente nene do vasco , edomingo o roger nao der resultado urgente contratar o cuca para salvar o galo na libertadores

  45. José Antônio, Atleticano não abandona o Galo nunca.
    Estaremos apoiando sempre o nosso time.
    É que sempre é melhor apoiar um time que tenha sintonia com a torcida, que responda em campo com os nossos anseios, e é disso que estamos falando.
    O time do Galo, pelo tempo que vem jogando junto, treinando junto e não apresentando o menor sinal de reação, nos deixa muito claro quê isso não vai acontecer. E como ja está na cara, a gente quer quê a mudança aconteça logo, na esperança de salvar alguma coisa.
    Libertadores, Gremio com time reserva, apenas 2 titulares, vai ao Paraguai , joga contra o Guarani, time superior ao Libertat e arranca um empate. Bota Fogo, idem, e nós, nos agarramos como está sendo usual, em disculpas, sempre disculpas…

  46. Calma pessoal! Imediatismo no futebol nunca trouxe bons resultados. O Galo tem elenco e um treinador capacitado para encontrar o melhor esquema. É só ele deixar de ser um pouco teimoso. O Robinho assim como o Cazares não estão se adaptando neste esquema 4-1-4-1. O negócio é mudar o esquema e proteger o Robinho. O Galo pode jogar num 3-4-3 do Chelsea. Leonardo Silva, Adilson, Gabriel (3), Marcos Rocha, Elias, Rafael Carioca (Marlone), Fábio Santos (4), Otero (Maicosuel, Luan), Fred e Robinho (Cazares). Tanto o Robinho ou o Cazares ficariam livres para flutuar a frente da área armando jogadas ou entrando na área sem muita preocupação em marcar. Este esquema faz uma linha de 5 atrás com os dois laterais recuando e ainda protege o meio com dois volantes marcadores. Podemos escalar o Galo no 4-4-2, 4-3-3, 4-3-2-1 também. Em todos estes esquemas temos peças no próprio elenco. Até no atual 4-1-4-1. O problema é que neste esquema não há espaço para o Robinho se ele não marcar. Quando o Robinho estava machucado, tivemos os melhores momentos do Galo com o Danilo na esquerda. Quando ele voltou, o Roger tentou encaixá-lo no time e o time caiu de produção junto com ele.

    1. Caro Hermides, o 3-4-3 para dar certo, necessita que os jogaodores que atuem pelas pontas, voltem para marcar, coisa que o Robinho não faz. Também necessita de jogadores que saibam ” virar” o jogo… coisa que o Marcos Rocha não sabe fazer. Nosso elenco não tem jogadores com estas caracerísitcas.

      1. Oi Thiago! Não necessariamente, você pode moldar o time para fazer com que um jnogador em especial jogue mais. Você pode limitar os avanços do Fábio Santos ou fazer uma cobertura com um dos volantes. O time ficaria mais previsível, mas compensaria com a qualidade do Robinho. Talvez, ele jogaria tão bem como no ano passado, embora tenha ficado devendo nos jogos decisivos.

    2. Fala Hermides meu bom!!!
      Desde do ano passado que venho falando do 3-4-3 do Chelsea e do técnico Antonio Conte, pelas características de nossos jogadores acho que daria muito certo, fiz até lobby aqui no blog um tempão para ver se chegava no Roger esse esquema.
      Porém pela complexidade do esquema, pela cabecinha do Roger, e pela falta de tempo já que a pré temporada já foi para o espaço eu defendo o tradicional e eficiente 4-3-3 com variação para o 4-4-2.
      Lembrando que de 2012 em diante nosso DNA é ofensivo o famoso GALO DOIDO e nosso melhor momento em 2017 foi os 30 minutos finais contra o Sport Boys onde fizemos 4 gols não sofremos nenhum, jogamos um bom futebol no esquema 4-3-3.
      Por isso meu time é:
      Victor
      Rocha – Leo Silva – Felipe Santana ou Erazo – Danilo (4)
      Carioca ou Adilson – Elias – Maicosuel (3)
      Rafael Moura – Fred – Robinho (3)
      Nesse esquema Carioca e Robinho voltam para as posições que os levaram para seleção Brasileira.
      Ficamos com uma zaga alta e com experiência, o Danilo de lateral esquerdo que é sua posição, o Maicosuel como homem de ligação muita velocidade e um ataque matador com Rafael Moura, Fred e Robinho….
      É feijão sem bicho basta o Roger enxergar!!
      Saudações!!!!

      1. Oi Pablo!
        Concordo com você. Não dá tempo para implantar o 3-4-3 agora. O 4-3-3 com variação para o 4-4-2 quando atacado é o mais fácil a adotar neste momento. O ideal é colocar os jogadores nas posições que se consagraram. Ninguém desaprende a jogar. Pode ficar mais lento. O Luan é o jogador ideal para entar no lugar do Maicosuel ou do Rafael Moura. Contra o Flamengo no ano passado no Mineirão, ele jogou no meio e foi muito bem. Encaixaria como uma luva no lugar do Rafael Moura também, embora o He-Man está honrando a camisa do Galo. Não sei porque o Roger cismou neste esquema. Talvez porque seja melhor para fazer as triangulações, mas o Grêmio dele do ano passado jogava no 4-4-2. No meio eram dois volantes marcadores (sendo que um deles sabia sair jogando), um meia que marcava e chegava a frente, o Giuliano, um outro meia que quase não marcava, mas sabe jogar, o Douglas (o Cazares poderia fazer esta função) e dois atacantes (Éverton e Luan) que se movimentavam bastante sendo que um deles (Éverton) voltava para marcar. O Rafael Moura e o Luan se encaixam bem neste perfil. O Luan é bem diferente do Fred, mas prefiro o Fred. Espelhando o esquema tático com o Galo, o Robinho sobrou. Enfim, temos qualidade para fazer o Galo jogar em qualquer esquema. Só tem que escolher os jogadores certos. O problema é que na maioria dos esquemas, o Robinho sobra por não marcar. Acho que por isto o Roger está demorando tanto para arrumar um esquema tático. Um abraço!

  47. Sobre o Grêmio, com o time titular na maioria das partidas do Gauchão, ele ficou em terceiro lugar. Jogou com os reservas ontem, porque precisa ganhar do Novo Hamburgo em Novo Hamburgo, porque no primeiro jogo na Arena, foi empate de 1 a 1 . O time estava horrível. Bastou o Renato colocar o Leo Moura (lateral) no meio e o time mudou da água para o vinho. Mesmo assim, não será nenhuma surpresa se Grêmio ou Inter não ir para a final do Gauchão.

  48. Amigo Eduardo, pior que o gramado foi creditar o inexistente futebol do time do Galo a chuva!
    Nao vou jogar pedras em Giovani, ele pode fazer uma excelente defesa e me processar! 🙁
    Jogar pedra na inercia do Elias atrás do cara do Libertar que fez o gol, ele pode me acertar primeiro, sô! 🙁
    O Roger deveria ter escalado o Robinho logo de cara, Eduardo. 🙁 Que acha?
    E o Fabio Santos, jogou?
    O Carioca acha que está em Copacabana, Leblon, Jacarepaguá, Eduardo?
    O cara desafiou até o Nepomuceno a tirá -lo do time, meu amigo! 🙁
    Confesso, a vergonha tomou conta de mim, tanto que evitei comentar sobre futebol com os baianos, já fora da Copa Brasil.
    Mas nada que apague a fé do atleticano aqui, pois, pela manhã eu já estava vestido com o manto para ir levar as crianças para a escola, e no caminho ouvi as perguntas tipo: Cadê seu Galo, mineiro?. 🙂 🙂
    Merecida a menção da nossa atuante e eletrizante Mariana Capachi Nogueira Soares, da GaloSalvador. 🙂 🙂
    Domingo, contra o URT vamos separar o joio do trigo, ou não?

    Saudações atleticanas

  49. Tem que ganhar da URT e do Libertad separem os Homens dos meninos agora é pressão total dois jogos decisivos, TESTA o Galo Doido contra a URT e Confirma contra o Libertad e tá resolvido.
    Time para Domingo, esquema 4-3-3 Galo Doido toma um mas faz dois ou mais e vamo que vamo!!!
    Giovanne (volta Victor)
    Rocha – Leo Silva – Felipe Santana – Danilo (4)
    Carioca – Elias – Cazares (3)
    Maicosuel – Rafael Moura – Robinho (3)
    Quando o Fred voltar o Maicosuel vai para o meio e ele entra na vaga do Cazares.
    Nesse jogo temos a vantagem do empate, e temos um time bem mais qualificado que a URT, por tanto é a ultima chance de testar esse esquema que foi testado no segundo tempo contra o Sport Boys e ontem no segundo tempo contra o Libertad, onde o time foi bem, chegou a hora de colocar em prática.
    Lembrando que esse esquema é variável para o 4-4-2 e vice versa, dependendo do jogo ou do momento do jogo entra no 4-4-2 é só Tirar um atacante e colocar o Adilson no meio.
    Adilson – Carioca – Elias – Maicosuel (4)
    Fred – Robinho Ou Rafael Moura (2)
    Gabriel – Fábio Santos – Otero – Cazares – Marlone o banco vai fazer bem a eles.
    Carioca, Elias e Robinho voltam as posições que os levaram a seleção!!
    Com mudanças EU ACREDITO!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*